Portal Melhores Amigos | Enriquecimento ambiental: como “gatificar” a sua casa
1158
single,single-post,postid-1158,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Enriquecimento ambiental: como “gatificar” a sua casa

03_gatos_ambiente

06 jan Enriquecimento ambiental: como “gatificar” a sua casa

Caixinha sanitária, comedouro, bebedouro, caminha e rede de proteção são alguns dos itens básicos para um gatinho sobreviver sob sua tutela com saúde e segurança.

Agora, para criar um bichano plenamente feliz e equilibrado devemos ir além do básico e usar e abusar de truques e objetos que aproximem nosso humilde lar do habitat natural dos felinos. E, para isso, nada como um bom enriquecimento ambiental e uma “gatificação” da casa.

“O enriquecimento ambiental para os gatos é muito importante. Na natureza, o animal gasta, aproximadamente, 70% do tempo dele na busca do alimento. Quando domesticamos o gato e o trazemos para casa, ele não gasta nem 1% do tempo para procurar comida”, explica Arthur Reis, adestrador da equipe Cão Cidadão que atua na cidade de São José do Rio Preto (SP).

Segundo Arthur, o enriquecimento ambiental é importante para deixar o lar do gato mais rico e desafiador para ele poder se divertir mesmo quando está sozinho, sem a presença humana.

“Os gatos gostam muito dos passeios verticais e, por isso, é muito recomendado instalar prateleiras e manter móveis altos limpos para que eles consigam ter acesso. Por exemplo, a parte de cima de um guarda-roupa pode se tornar um local extremamente lúdico pra eles”, ilustra o adestrador.

Hoje em dia, existem lojas especializadas onde é possível encontrar objetos e brinquedos específicos para se colocar em paredes, como arranhadores e até banheiros suspensos.

“Porém, nem todo gato possui o instinto de ‘gostar’ de subir nas coisas. Então, para que o ele faça uma associação positiva com estas prateleiras e outros móveis, é interessante espalhar sobre estes objetos petisquinhos ou um paninho que ele goste ou até mesmo a própria caminha para mostrar ao animal que é bacana e agradável estar nestes lugares suspensos”, recomenda Arthur.

O adestrador ressalta que, normalmente, pelo simples fato de estar na “parte de cima”, o gato já acaba se interessando por estes objetos verticais e suspensos por se sentir mais confiante.

“No caso de chegar uma pessoa ou um animal novo na casa, o gato já vai subir para estas partes mais elevadas e vai permanecer por ali até adquirir confiança para conseguir descer. Então, a principal vantagem desta parte vertical da casa é prover um espaço em que o felino consiga ter um tempo para ele mesmo, para se sentir mais seguro e constatar que esta nova pessoa ou animal não representa um risco pra ele e, assim, interagir com as visitas no tempo dele”, esclarece Arthur.

 

 

Por: Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.