Portal Melhores Amigos | 7 sinais de que seu gato precisa de um tempo sozinho
Quando não querem ser incomodados, os gatos nos avisam por meio de sua linguagem corporal. Saiba identificar quando seu gatinho precisa de espaço.
1341
single,single-post,postid-1341,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

7 sinais de que seu gato precisa de um tempo sozinho

sinais_comportamento_gatos

07 mar 7 sinais de que seu gato precisa de um tempo sozinho

Todo ser vivo deste planeta, seja ele como for, precisa de um tempo para ficar no seu canto de vez em quando, pensando na vida. Com os gatinhos não poderia ser diferente.

Então, aprenda alguns sinais que mostram que seu gato não está tão a fim de você no momento. E respeite!

  1. Desviar do toque

Nada poderia ser mais singelo e objetivo do que simplesmente desviar dos seus dedos quando você vai acariciá-lo. Não precisa nem dizer que esta é a forma mais clara e delicada de um gato dizer “não me toque”.

  1. Dar tapas

Esta é uma maneira de se esquivar do contato físico que não é necessariamente violenta, mas também não é lá tão suave quanto o simples ato de desviar. Dependendo da intensidade e posição das unhas do gato, ele pode te machucar mesmo que esta não seja a intenção. Então, se rolou uma estapeada, deixe o bichano em paz.

  1. Orelhas para trás

As orelhinhas dos gatos dizem muito sobre eles. Quando elas estão pra trás, normalmente, é um indicativo de que estão irritados, bravos ou assustados e é bom deixá-los quietinhos em seu canto. Não se arrisque.

  1. Pupilas dilatadas

Se você olhar para os olhos do seu gatinho e enxergar duas jabuticabas tomando conta do espaço, é bom dar um tempinho antes de afagá-lo. Quando não estão em um ambiente escuro, as pupilas totalmente dilatadas indicam que o animal está assustado, com dor ou preparado para a ação de atacar ou sair correndo.

  1. Pelos arrepiados e corpo curvado

A imagem mais popular que representa um gato em um momento de “não me toque” é quando ele fica arqueado com os pelinhos arrepiados. Essa não precisa de muita observação e análise, é simplesmente bater o olho e dar meia-volta para deixar o bichinho se acalmar.

  1. Ir deitar em algum lugar alto e distante ou coberto

Este método é totalmente da paz e é quando o gatinho está mostrando numa boa que quer um tempo pra ele. Eles podem passar horas deitados no topo do armário ou no parapeito da janela apenas para observar o movimento ou para ter aquele momento de introspecção e, quem sabe, fazer uma autoanálise.

  1. Rosnar, sibilar ou cuspir

É o jeito “hardcore” do bichano mostrar que não é hora de mexer com ele. Normalmente, estas atitudes vêm em “combo” junto com orelhas abaixadas, pupilas dilatadas, tapas e todo o arsenal de combate que estiver disponível. Até as crianças entendem essa expressão e linguagem corporal felina. É hora de pegar seu banquinho e sair de mansinho.

Ter paciência, aprender a observar e compreender seu pet são a chave para uma convivência feliz e sem estresse.

 

 

Por: Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.