Portal Melhores Amigos | No dia do sol, saiba como cuidar de seu gato sem pelos
2809
single,single-post,postid-2809,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

No dia do sol, saiba como cuidar de seu gato sem pelos

gato-sem-pelo_DOMINIO-PUBLICO

03 mai No dia do sol, saiba como cuidar de seu gato sem pelos

Considerados exóticos, os gatos sem pelos têm seu charme. Muito dóceis e apegados aos seus donos, podem se tornar ciumentos com outros animais, mas sem se tornarem violentos. Por não possuírem pelagem, não precisam ser escovados e dificilmente ficam com pulgas. Caso uma infestação desses parasitas ocorra, é fácil de identificar e tratar.

Por não possuírem a proteção dos pelos, esses animais precisam de cuidados especiais, já que acabam sendo mais frágeis. “As variações de temperatura são muito sentidas pelas espécies sem pelo, já que não possuem proteção. No calor, os donos devem evitar a exposição direta ao sol e passar protetor solar. Já no inverno, eles precisam de roupinhas para se aquecer”, explica Jenifer Bansho, veterinária do pet center HiperZoo.

A higienização é muito importante quando falamos desses bichinhos. Eles produzem mais gordura na pele que as demais raças e, por isso, é necessário que o proprietário dê banho semanalmente com shampoos especiais, indicados para o tipo de pele, e corte suas unhas frequentemente, pois podem ferir a pele do gatinho ao se coçar.

Doenças de pele e problemas relacionados à temperatura corporal são os problemas mais comuns nessas raças. Jenifer explica que, como nas demais raças, a castração é indicada para esses animais, evitando assim problemas comportamentais, fugas acidentais e ninhadas indesejadas. Além disso, aumenta a sobrevida da espécie e evita o desenvolvimento de câncer de mama nas fêmeas, e de câncer de testículo e próstata nos machos.

Como sentem mais frio, os gatos sem pelo comem mais do que outras espécies para repor a energia perdida com a regulação da temperatura corporal. “Dietas equilibradas e com alto valor energético são indicadas para esses felinos”, finaliza.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.