Portal Melhores Amigos | Meu gato está com pulga. E agora?
4087
single,single-post,postid-4087,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Meu gato está com pulga. E agora?

Post_portalmelhoresamigos_6

22 mar Meu gato está com pulga. E agora?

Apesar dos muitos cuidados que dispensamos aos nossos bichanos, acidentes acontecem. Um deles, bastante temido, é a contração de pulgas. Esses parasitas provocam uma reviravolta em toda a casa: afinal, além de tratar nosso pet, devemos limpar os ambientes para nos certificar de que os indesejados não continuam lá – escondidos no tapete, na cama, no sofá.

Pulgas não provocam apenas desconfortos, como coceira e perda de pelo. Elas podem transmitir doenças graves, e, também por isso, devem ser eliminadas o quanto antes.

“A pulga, por exemplo, transmite bactérias que podem levar a um quadro de anemia. Além disso, todo gato que tem pulga terá verme. Nesse caso, recomenda-se o uso de vermífugo”, afirma Vanessa Zimbres, médica veterinária especializada em gatos.

De todo modo,  não se desespere: trata-se de um problema com solução e, passado o trauma, o pet seguirá sua vidinha como se nada tivesse acontecido.

O primeiro passo, claro, é a identificação. Caso seu gatinho esteja se coçando ou se lambendo acima do normal, apresente um comportamento mais irritadiço ou comece a perder muito pelo, é bem possível que ele esteja com pulga. Fique atento também à presença de pontos vermelhos ou grãos pretos em sua pele.

Agora, sobre o tratamento. Segundo Vanessa, tudo depende da infestação do gato e da infestação do ambiente. A pedido do Portal Melhores Amigos, ela analisou algumas alternativas disponíveis no mercado:

  • Pipetas são uma boa opção. Embora elas tenham durado menos do que o esperado: 15 ou 20 dias em vez de 30. E se você der banho no gatinho, elas perdem um pouco da eficácia.
  • Xampu antipulga não é indicado para gatos, pois ele repele o parasita, mas não o mata. Ao final, em razão da desova, é capaz de que o gato fique com mais ovos de pulga do que antes. A dica é associar ao banho um comprimido de ação rápida, que torna os ovos inférteis.
  • Existem também os comprimidos com ação de 30 dias. É uma opção interessante, com boa eficácia, mas a maioria dos gatos vomita por causa da medicação. É importante procurar um veterinário caso isso aconteça.
  • Sprays são seguros. Mas fique atento, pois eles devem ser específicos para gatos. Os bichanos, afinal, têm o costume de se lamber, o que pode levar a um caso de intoxicação – até por isso o vermífugo para gatos normalmente é por via oral.

Ah, e não basta apenas retirar as pulgas do bichano. É fundamental limpar a casa para que elas não voltem a atacá-lo. Passe o aspirador em tapetes e carpetes, sofás e almofadas, camas e cobertas. Higienize com água quente também brinquedos, arranhadores e caixas de areia, além de roupas com as quais ele pode ter tido contato.

“Dedetização do ambiente ajuda. Também recomendamos o uso mensal das pipetas ou de comprimidos de longa ação, como os de 30 dias. O tratamento, vale destacar, dura em torno de 90 dias”, salienta Vanessa.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.