Portal Melhores Amigos | Meu cão faz xixi quando chego em casa. Como resolver?
2872
single,single-post,postid-2872,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Meu cão faz xixi quando chego em casa. Como resolver?

cachorro-xixi

24 mai Meu cão faz xixi quando chego em casa. Como resolver?

Você chega em casa e o seu cachorro o esperou o dia todo. Mas toda essa emoção acaba por fazer com que o cãozinho urine no seu pé. Ou em visitas, que encontram o bichinho cheio de amor para dar.

Por que isso acontece? “Os cães podem urinar em momento de excitação quando o tutor chega em casa, ou também em uma situação na qual o tutor se abaixa para cumprimentá-lo, ou quando outro cão maior se aproxima. Quando surge esse outro animal, a ação é uma tentativa do primeiro de comunicar que ainda é um filhote.  Os cães irão reconhecer isso pelo cheiro”, explica a médica-veterinária especialista em comportamento animal Mayara Ramos da Silva.

Outro motivo que faz o animal urinar é o medo. “Em muitos casos as pessoas confundem esse ato com submissão, ou até mesmo excitação, pois podem aparecer de maneiras semelhantes, também em cães adultos. Todas as raças podem ter problemas desse tipo, porém as mais enérgicas e reativas terão mais dificuldade com a questão”. A especialista explica que, com cães medrosos, o importante é não forçar nenhuma situação, nem aproximação, e esperar que o cachorro possa sentir-se mais confiante. Ele se aproximará voluntariamente sem estresse. “No caso dos cães medrosos, o indicado é procurar um médico-veterinário especialista em comportamento, que ajudará a família a entender os motivos de o cão sentir medo, e indicará o melhor tratamento”.

Para garantir que o seu cão está tranquilo, atividades físicas são sempre importantes. “Todo cão precisa se exercitar e ter novos estímulos, mesmo que seu quintal seja grande”, esclarece a veterinária. Passeios também diminuem o estresse, fazendo com que o cão se sinta mais confiante em diferentes situações. Se possível, inicie a socialização do cão com pessoas e outros animais a partir de seu período crítico, ou seja, até os quatro meses de idade. “Essa prática é fundamental para ter um cão mais equilibrado”.

No caso de cães naturalmente agitados, o ideal é ignorá-los completamente ao chegar em casa. Ele só deve receber atenção quando estiver calmo. Não abaixe para cumprimentá-lo. “Quando o cão urina por excitação, é importante que o tutor não dê atenção a ele enquanto o cão permanecer excitado, saltando. Interagir com ele nesse momento é como incentivar uma ação ruim. Faça carinho apenas quando o cachorro estiver com as quatro patas no chão. Esse período é passageiro, e tende a passar completamente após a puberdade do animal”.

Mas quais sinais devo observar se meu cão está passando por estresse, ou indicando que não gosta de algo ou alguém em sua volta? É muito importante saber identificar a linguagem corporal do cão, como por exemplo: bocejos, lamber o focinho, hipervigilância, tremores, orelhas para trás, cauda para baixo, tensão no corpo e face (olhar de preocupação), e o pressionar das patas no chão. Todavia, esse conjunto de fatores deve ser analisado por um profissional da área. “Obviamente, um cão bocejando aleatoriamente pode significar apenas que está com sono, mas quando em conjunto com outras coisas pode significar tensão, medo, incômodo”, explica Mayara.

Leve seu animal periodicamente ao veterinário e esclareça qualquer dúvida que possa surgir em caso de comportamento fora do normal. A incontinência urinária em cães pode aparecer por conta de motivos desde relaxamento do esfíncter em cães velhinhos, ou em uma complicação pós-operatória de castração, ou até mesmo devido a tumores. Somente um profissional pode examinar adequadamente e dar o diagnóstico preciso.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.