Portal Melhores Amigos | De bolos a cerveja: guloseimas feitas sob medida para pets
4477
single,single-post,postid-4477,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

De bolos a cerveja: guloseimas feitas sob medida para pets

29_Mar

06 mar De bolos a cerveja: guloseimas feitas sob medida para pets

Os bichinhos cada vez mais são vistos como membros da nossa família. É natural, portanto, que eles sejam integrados às nossas principais festas e refeições, como Páscoa ou Natal. Muitos, inclusive, têm festas de aniversário!

Mas, atenção: diversos alimentos que nós, humanos, comemos são proibitivos para o consumo animal. Isso inclui massas, doces, temperos, salgados e diversas frutas. Mesmo bebidas como o leite são contraindicadas para pets – a não ser em casos muito específicos e com orientação veterinária.

A boa notícia é que existe uma linha completa de produtos doces e salgados, especialmente preparados para pets. Há desde mortadelas e patês a bombons, bolos e até cervejas!

“A maioria dos alimentos é desenvolvida por veterinários e tem aparência muito parecida com produtos convencionais vendidos nos supermercados. Entretanto, eles são isentos de substâncias que podem fazer mal à saúde dos bichinhos”, explica Fernanda Fragata, médica veterinária e diretora do Hospital Veterinário, Pet Shop & Hotel Sena Madureira. “Os chocolates, por exemplo, não possuem açúcar e cacau, e as cervejas, obviamente, não têm álcool”.

Use com moderação – e não abra mão da ração

Como você pode ver, os alimentos especiais para pets podem ser dados sem problema algum. Mas, cuidado: é preciso moderação. As recomendações que valem para a alimentação humana devem ser aplicadas também à dieta dos bichos de estimação.

Em outras palavras, assim como nós não devemos comer uma quantidade muito grande de açúcar e gorduras, os animais também só devem receber guloseimas em quantidades pequenas. Do contrário, podem surgir problemas gastrointestinais e excesso de peso.

“A ração é o melhor alimento para cães e gatos, pois contém todos os nutrientes que eles necessitam. Os petiscos devem ser encarados apenas como agrados”, afirma Fernanda. “As rações, vale reforçar, possuem odor e sabor bastante agradáveis aos animais, e contribuem com a sua saúde, beleza e longevidade”.

Segundo a médica veterinária, o mais indicado é que os agrados sejam dados em montantes controlados e após as refeições normais.  Desta forma, por já estarem saciados com a ração, os bichinhos vão, por eles mesmos, consumir uma dose menor.

Sobrepeso

Animais que estão em dieta de emagrecimento não devem ganhar guloseimas nem mesmo em pequenas quantidades.  O excesso de peso, afinal, pode causar doenças como diabetes e hipertensão, além de problemas articulares.

“Se a obesidade  for diagnosticada, o animal deve fazer uma dieta com baixo teor calórico, praticar exercícios físicos, além de tratamento específico quando necessário”, alerta Fernanda. “Pets que se alimentam de forma controlada, em quantidades corretas e horários determinados têm maior expectativa de vida e incidência tardia de doenças relacionadas ao envelhecimento”.

Portanto, não precisa resistir ao olhar pidão do seu cachorrinho. Mas atenção redobrada à sua alimentação! Ela é fundamental para a sua saúde e bem-estar.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.