Portal Melhores Amigos | Como cuidar de um aquário de água doce
A melhor maneira de garantir bem-estar e uma vida digna para seus peixinhos é fazer tudo dentro dos conformes desde o começo – isto é, desde a montagem do seu aquário.
1527
single,single-post,postid-1527,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como cuidar de um aquário de água doce

peixes aquário

10 mai Como cuidar de um aquário de água doce

A melhor maneira de garantir bem-estar e uma vida digna para seus peixinhos é fazer tudo dentro dos conformes desde o começo – isto é, desde a montagem do seu aquário.

Além de selecionar espécies que convivam pacificamente entre si, precisamos estar atentos à regulagem e manutenção de alguns parâmetros que os tanques de água doce exigem.

Formato e tamanho do aquário

Além de apresentar um tamanho grande o suficiente para se adequar à quantidade e espécies de peixes criados, os aquários de formato retangular (em vez de pentagonais ou hexagonais) são os mais recomendados por possuírem maior área de superfície – logo, fornecem maior aporte de oxigênio.

Suporte

Os aquários nunca devem ser mantidos diretamente no chão. O mais indicado é que sejam usados suportes específicos para que eles fiquem a uma altura mínima recomendada do solo. Colocá-los sobre mobílias da casa não é uma boa ideia, já que algum acidente indesejado pode ocorrer e danificar tanto o aquário quanto o móvel.

Tampa

A maior utilidade da tampa é manter os peixinhos dentro do aquário e, para isto, a melhor forma de fazer a cobertura do seu tanque doméstico é usar capuzes de plástico ou placas de vidro que possuam portinholas de acesso.

Substrato

Mesmo que o substrato seja mais um item estético do que uma necessidade biológica dos peixes, muitos aquaristas gostam de usar o cascalho para preencher o espaço dos aquários, dando sempre preferência aos fragmentos de tamanho pequeno a médio.

Decoração

Outro fator que influencia mais na estética do que na saúde do seu aquário é a decoração. Em todo caso, plantinhas, rochas, castelos, barquinhos, baús e outros itens do tipo podem se tornar esconderijos e proporcionar maior sensação de segurança aos peixinhos. Sempre adquira estes objetos em lojas especializadas em aquarismo e nada de usar brinquedinhos abandonados pelos filhos, ok?

Iluminação

Existem inúmeras opções de iluminação no mercado e a escolha certa vai depender do tipo de aquário que você tem. No caso de aquários somente de peixes –chamados fish only, em inglês – ou aquários com plantas (não confundir com “aquário plantado”), podem ter uma iluminação simplificada com lâmpadas do tipo “luz do dia” acompanhadas de fluorescentes em tons de azul ou rosa, para dar um toque especial às cores dos peixes.

Em se tratando de aquários plantados, a iluminação deve ser de acordo com as características das plantas, para propiciar a fotossíntese. Dependendo das necessidades dos seres do aquário (plantas e/ou peixes), é bacana ter um temporizador para permitir um fotoperíodo adequado.

Temperatura

Apesar de ser um aspecto que varia conforme a espécie de peixe, geralmente, em um aquário de água doce, a temperatura média deve ficar em torno dos 25°C.

Para observar e regular este parâmetro constantemente, você vai precisar de um termômetro e um termostato com aquecedor que esteja de acordo com seu volume de água – o ideal é que seja, pelo menos, 1 watt por litro, logo, para um aquário de 50 litros serão necessários, no mínimo, 50 watts.

Filtragem

Digamos que este item equivale ao sistema cardiorrespiratório do seu aquário, já que a filtragem é a principal responsável por deixar a água cristalina, inodora e habitável por peixes e plantas.

No mercado, existem dois tipos de filtros: interno e externo. Filtros internos costumam ser mais baratos, mas interferem na estética e no espaço interior do aquário. Os externos têm a vantagem de ficarem do lado de fora e serem de fácil manutenção, porém, têm um custo mais elevado.

Filtro Canister, filtro externo traseiro, filtro Sump, filtros deionizadores e filtro de areia fluidizada são alguns dos tipos de acessórios disponíveis entre dezenas de opções. Consulte um profissional especializado para saber qual o mais indicado para seu aquário.

Testes

Testar regularmente o pH e níveis de nitrito e amônia na água é essencial.

Outros cuidados

– Mantenha o aquário longe da claridade e incidência de raios solares;

– Lave os cascalhos antes de colocá-los dentro do aquário;

– Reserve um tempinho do seu dia para observar seus peixes e conhecer suas características e comportamentos. Assim, quando houver qualquer alteração nestes quesitos, você irá perceber (sem contar que é um exercício mega terapêutico);

– Verifique o funcionamento do filtro diariamente e veja se a água está fluindo no devido ritmo;

– Aspire o aquário, troque a água e limpe o vidro semanalmente (ou de acordo com as recomendações de um profissional especializado);

– Limpe o filtro e a tampa do aquário, pelo menos, uma vez por mês (ou conforme as indicações de um especialista).

Uma vez que você entrar neste universo do aquarismo, nunca mais vai viver sem um tanquinho por perto com seus preciosos peixes e plantas.

 

Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.