Portal Melhores Amigos | Como ajudar um filhote de ave que caiu do ninho
1861
single,single-post,postid-1861,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como ajudar um filhote de ave que caiu do ninho

ave filhote

28 jul Como ajudar um filhote de ave que caiu do ninho

Vira e mexe, a gente encontra cãozinho perdido por aí, ninhadas inteiras de gatinhos sendo cuidadas por cães sem lar e a maioria de nós sabe como resgatá-los e cuidá-los até que sejam adotados por uma nova família.

No entanto, quando a situação envolve pássaros ou outro grupo de seres de asas, muita gente não sabe como proceder. Sendo assim, chegou a hora de aprender o que fazer quando encontrar um filhotinho de ave que caiu do ninho.

Os pais e o ninho

“Quando um pássaro é encontrado, devemos primeiro ver se os pais estão por perto e se é possível devolvê-lo imediatamente ao ninho, se este ainda estiver íntegro. Sabiá e Bem-te-vi são espécies de aves que costumam se preocupar com sua prole, cercando os filhotes e os alimentando mesmo quando estão caídos no chão”, relata Marta Brito Guimarães, médica veterinária especialista em animais silvestres da empresa de consultoria VetWings, de São Paulo.

É natural que, por instinto, pensemos em devolver a pequena ave ao conforto do seu ninho, no entanto, nem sempre esta é a melhor alternativa. “O ninho deve estar em lugar seguro, pois, do contrário, torna a possibilidade de nova queda dos filhotes. Caso os pais não retornem, o mais adequado é cuidar em casa”, adverte Natalia Philadelpho Azevedo, médica veterinária especialista em animais silvestres, também da equipe VetWings.

Se constatar que não há sinal dos pais do pequeno ser de penas, você pode (e até deve) encaminhar a ave a algum órgão competente. As instituições que estão habilitadas para receber estes animais são os de cada município, divididos em Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) ou em Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS).

Manuseio e transporte

Seja para devolver o filhotinho ao ninho, levá-lo ao veterinário ou departamento de fauna da cidade, é importante tomar alguns cuidados na hora do manuseio da ave.

“Quando for manusear, não devemos usar nenhum tipo de perfume, loção ou hidratante nas mãos, pois isto interfere na aproximação dos pais e cuidado com os filhotes”, alerta Yamê Miniero Davies, médica veterinária especializada em animais silvestres, igualmente da VetWings. Usar um paninho macio e limpo pode ajudar bastante nessa hora.

Para transportar o animal, a melhor alternativa é usar uma caixa de papelão fechada com furinhos de ventilação para que a avezinha respire tranquilamente. Não é recomendado usar gaiolas para o transporte, já que o bichinho pode acabar se machucando nas grades.

Assim que o filhote for resgatado por você, é imprescindível mantê-lo aquecido, em local arejado, sem correntes de ar e que não bata sol. Deixe água disponível em um recipiente próximo ao animal e não tente alimentá-lo à força para não correr o risco de sufocá-lo.

Segundo as especialistas, existem papinhas comerciais prontas que podem ser usadas para alimentar o pequeno animal, mas tanto a diluição quanto a frequência das “refeições” variam de acordo com a idade da ave.

Portanto, ao se deparar com um filhote penudinho órfão, o ideal é procurar ajuda de um médico veterinário especializado o quanto antes.

 

Por Paula Soncela

 

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.