Portal Melhores Amigos | Coelho de estimação: o que é preciso para ter um
4675
single,single-post,postid-4675,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Coelho de estimação: o que é preciso para ter um

07_Out

30 set Coelho de estimação: o que é preciso para ter um

Eles são fofos e brincalhões. Peludos e com orelhas bem marcantes, os coelhos são uma ótima companhia. Assim como cães, gatos e outros animais de estimação, ter esse orelhudos em casa significa ter responsabilidades e, é claro, estar sempre de olho no comportamento.

A adaptação de qualquer pet ao novo ambiente exige paciência, explica Camila Gregorutti, médica veterinária e especialista em animais silvestres e exóticos da AmahVet.  No caso dos coelhos, para começar, verifique todo o ambiente em que ele irá circular. “Muita atenção ao escolher esse local. Eles costumam cair muito, então é recomendável evitar escadas, degraus altos e obstáculos”, explica. Ainda sobre o ambiente, verifique se não há algum cabo de tensão ou tomada, para evitar esse tipo de acidente.

O ideal é escolher uma gaiolinha que seja proporcional ao porte do coelho. Para higienização, o comportamento deles ajuda muito. “Os coelhos costumam fazer xixi em um único lugar da gaiolinha, o que ajuda na adaptação. Porém, eles podem fazer as fezes em vários lugares, pois produzem muito”, explica Gregorutti.

Principais cuidados

A veterinária explica que, anatomicamente, os coelhos são iguais. O que vai fazer real diferença é o porte. “Todos podem ser criados em apartamentos se forem acostumados desde filhotes. No entanto, é sempre bom acompanhar a convivência, pois são animais bem delicados e em algumas brincadeiras podem se machucar”.

A alimentação é bem simples. Coelhos precisam comer muito feno, que constitui cerca de 80% da alimentação. O complemento deve ser feito com ração, legumes e verduras. “Sobre legumes e verduras, nem todos são permitidos. O recomendável é oferecer ao coelho de estimação verduras de cor escura. Quanto aos legumes, deve-se evitar os tubérculos, pois causam alterações gastrointestinais. Cenoura, abóbora, milho, pepino e frutas estão liberados” alerta.

Coelhos não necessitam de banhos frequentes, portanto, uma vez ao mês é suficiente. Se for preciso, o tutor pode limpar com lenço umedecido uma vez na semana. Apesar de não precisarem de tanto banho, coelhos peludos precisam ser escovados diariamente.

O temperamento dos coelhos precisa ser observado com frequência. Coelhos podem ficar estressados. Um sinal de alerta, e bem simples de ser observado, é se ele não está interagindo. Como são brincalhões, se estiverem muito desanimados com frequência, é o momento de uma consulta ao veterinário.

Assim como cães e gatos, coelhos devem seguir um protocolo de vacinação. Ao adotar o coelho, o tutor deve levá-lo a uma primeira consulta ao veterinário. As principais vacinas são contra mixomatose, causada pelo vírus myxoma, originário de coelhos selvagens, e contra doença hemorrágica (D.H.V).

Os cuidados são simples, e o tutor ganha uma companhia divertida e bem ativa “É importante lembrar que eles são brincalhões, então, além da dedicação com alimentação, limpeza do ambiente e vacinação, os coelhos também gostam de carinho”, conclui a veterinária. Essa última não é uma tarefa muito difícil, certo?

 

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.