Portal Melhores Amigos | Até onde os gatos podem ser adestrados?
Quem tem gato em casa sabe que são afetuosos e criam fortes vínculos com os moradores. Vale dizer que, mais do que possível, é importante adestrar seu gato.
1599
single,single-post,postid-1599,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Até onde os gatos podem ser adestrados?

gato passeando grande

24 mai Até onde os gatos podem ser adestrados?

Talvez você já tenha se deparado com histórias sobre gatos como Baby, que se tornou célebre em 1947 por ser o “gato-guia” (sim, você leu certo) de uma senhora moradora de Los Angeles, nos Estados Unidos. Naquele ano, ambos foram fotografados pela revista Life, e é possível achar a história da dupla até hoje, na internet. Outra história é a respeito de um felino que ajuda seu amigo, um cão cego, a se locomover. Tudo isso é muito fofo e tocante, mas, como é possível?

Quem tem gato em casa sabe que são afetuosos e criam fortes vínculos com os moradores. Vale dizer que, mais do que possível, é importante adestrar seu gato. Apesar dos bichanos serem independentes e voluntariosos, é benéfico para o animal e seu tutor que o felino conheça seus limites, assim como aconteceria com um cão. No entanto, algumas raças de gato são mais receptivas a treinamentos e a comandos vocais. São raças que podem ser consideradas “as melhores para quem está acostumado com cães”.

Um exemplo disso é o gato abissínio. Ótimo companheiro para ensinar truques, é um animal sociável e pode até aprender a andar em uma coleira. Outra raça mais propensa ao adestramento é o siamês, curioso e inteligente, com gosto em ser parte de tudo que você faz. Sozinho em casa, é um animal que se entretém com desafios, como tentar abrir torneiras – o que pode acabar em um pequeno desastre – ou abrir portas e armários. Outro gato de companhia que será um bom aluno de adestramento é o burmese: inteligente e dependente de sua família humana como a maioria dos cães.

O pixie-bob, apesar de pouco conhecido no Brasil, também é outra variação felina considerada um “gato-cachorro”, já que, além de possuir cauda curta, aprende facilmente a buscar objetos e cria vínculo com todos os moradores da casa. Também é um bom gato para se ter junto com crianças.

Mas, se há tamanha variedade entre gatos considerados mais fáceis de adestrar, por que cães recebem a maior parte do crédito? Uma boa resposta está no fato de que os cachorros são naturalmente mais sociáveis e tornaram-se parceiros de trabalho junto aos humanos, sendo selecionados, assim, como os mais propensos a serem educados para cumprir tarefas.

Isso, claro, só quer dizer que os felinos possuem um ritmo diferente de interação. Orgulhe-se do seu gatinho!

 

 

André Spera
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.