Portal Melhores Amigos | Aparar as unhas do cão exige técnica, mas pode ser feito em casa
3532
single,single-post,postid-3532,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Aparar as unhas do cão exige técnica, mas pode ser feito em casa

animal-2839872_1920

11 abr Aparar as unhas do cão exige técnica, mas pode ser feito em casa

No entanto, caso sinta qualquer insegurança, procure uma clínica ou pet shop. Pode haver risco de lesão e infecção.

Da redação

 

Atenção: não tente aparar a unha do seu cão em casa antes de ser instruído por um médico-veterinário.

O motivo: não é difícil, mas é necessária certa técnica para aparar as unhas do seu cachorro.  O principal cuidado é ficar atento aos vasos sanguíneos que fazem parte da unha até um certo ponto. Isso mesmo. Diferente das unhas humanas, ao longo das unhas do seu amigo existe vascularização.

Peça a instrução de um profissional antes do procedimento. Mas antes de mais nada é necessário o instrumento correto: nada de buscar no banheiro um cortador de unhas para humanos! “O cortador de unhas para animais é diferente, principalmente porque, muitas vezes, as unhas dos animais não se encaixam nas ferramentas humanas”, explica o médico-veterinário Carlos Souza Castro.

“Normalmente aparamos as unhas a cada 30 dias, mas depende muito do nível de atividade do cão, e do tipo de pisos no qual ele costuma ficar. Quanto menos abrasivo for o piso, como aqueles de porcelanato, menos ele gastará as unhas. Essas unhas compridas fazem com que os dedos forcem a pegada de maneira anormal: você notará que o apoio dos dedos está com aspecto irregular, causando dificuldade de locomoção e achatamento da pegada. É hora de aparar”.

Outro motivo de optar pela combinação banho, tosa e corte de unhas é simples: assim como depois do nosso banho, depois do banho pet as unhas ficam mais maleáveis.

Quando as unhas são claras, é fácil observar o ponto onde inicia-se a irrigação, ou seja, onde surgem as veias de sangue. É importante efetuar o corte antes desse ponto, e esse trabalho pode ser mais difícil caso o animal tenha unhas escuras. “Uma maneira de fazê-lo é colocar o animal sobre uma mesa. Como é um local estranho para o cão, ele geralmente fica menos ativo, e é possível efetuar o procedimento com tranquilidade”. Não se esqueça de elogiar o seu pet, e oferecer recompensas para que ele entenda que está fazendo a coisa certa. É possível aparar as unhas com o animal sentado se for um cão de comportamento tranquilo. Vá devagar e não force a situação se ele se mostrar incomodado. Acostume-o aos poucos.

Caso ocorra um acidente, e esses vasos sejam atingidos, não se desespere. Até levar o animal ao veterinário, procure estancar o sangramento com gaze, ou um tecido limpo. O uso de um pó hemostático, disponível em pet shops pode ajudar na coagulação e diminuição do sangramento. Certifique-se sempre de cuidar do animal em um ambiente limpo, para evitar o risco de infecções, além de usar acessórios bastante limpos para o corte das unhas.

 

O quinto dedo

A unha do quinto dedo, localizado um pouco mais acima dos pés do cão não se desgasta com passeios, e por isso, é preciso ficar atento e apará-la sempre que estiver se destacando demais. “Ela pode crescer em direção à perna do cão, perfurando e infeccionando” explica o veterinário. O crescimento da quinta unha também pode facilitar com que o cão se enrosque em móveis e tecidos da casa.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.