Portal Melhores Amigos | 10 formas que seu gato demonstra que algo está errado
2535
single,single-post,postid-2535,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

10 formas que seu gato demonstra que algo está errado

gato-comportamento-dicas_DOMINIO-PUBLICO

30 jan 10 formas que seu gato demonstra que algo está errado

Os gatos são animais muito ativos, ágeis e brincalhões. São metódicos e gostam de seguir uma rotina. Apesar disso, os felinos são muito silenciosos na dor e muitas vezes só demonstram que algo está errado quando a dor beira o insuportável. A médica-veterinária especialista em felinos na Clínica Veterinária Sr. Gato, Kelly Teixeira, afirma que devemos estar atentos ao menor sinal de alteração no comportamento, pois pode significar que algo não está bem e o animal está com uma doença física ou clínica, estresse, ou problema comportamento. Os principais sinais de que algo está errado, segundo a especialista, são:
 

  1. Parar de comer ou diminuir o apetite

Esse é um dos sinais mais importantes já que pode indicar problema dental, doença renal e hepática ou qualquer outra condição. Mesmo que os gatos sejam muito resistentes, podem parar de comer ou diminuir o apetite caso estejam com níveis elevados de dor. Situações como depressão, abandono ou estresse também podem levar a este sintoma.

  1. Urinar ou defecar fora da caixa de areia

Este sinal pode indicar descontentamento com o ambiente, problema urinário, renal e, em casos de animais não castrados, pode indicar cio ou demarcação de território.

  1. Se esconder

Quando não se sentem bem, muitas vezes os felinos tendem a esconder-se, isolar-se ou buscar lugares desconhecidos. Isso pode sinalizar mal-estar, dor ou medo.

  1. Ficar mais quieto

Desconfie se o seu gato, que está sempre ativo e brincando, ficar mais quieto. Ele pode estar sentindo algum desconforto, mal estar, dor ou febre.

  1. Ficar agressivo

Um gato, que normalmente é calmo e tranquilo, e que de repente torna-se mais agressivo, pode estar indicando algum problema, que pode variar desde dor ou mal-estar até medo ou trauma que possa ter vivido. Desconfie e leve-o a uma consulta veterinária para avaliação.

  1. Mudança de comportamento

Se o gatinho sempre segue uma rotina, te espera na porta de casa quando você chega ou te acompanha sempre em todos os lugares da casa, tem um ritual para pedir comida e você percebe que ele não está mais se comportando da mesma forma, ele pode estar sinalizando que algo não está bem.

  1. Ir com mais frequência na caixa de areia

Se um gato vai repetidas vezes na caixa higiênica é um sinal de alerta, pois isso pode indicar principalmente um problema urinário, intestinal ou dores na coluna. Seja qual for o motivo, são situações graves e que devem ser examinadas por um médico-veterinário.

  1. Lamber-se ou se coçar excessivamente

Os felinos tem o hábito de se lamber para fazer sua higiene, mas a lambedura ou a coceira em excesso podem indicar problemas de saúde, como doenças de pele, pulhas, parasitas ou até estresse e desconforto.

  1. Miados altos e frequentes

Cada gatinho tem a sua maneira de miar e emitir sons. Quando os gatos estão miando muito ou pouco, quando existe uma mudança no tipo de miado ou no horário em que miam, pode significar que estejam querendo apenas chamar a sua atenção ou até demonstrar que está sentindo dor ou mal-estar. Esta mudança é comum em animais idosos, já que pode indicar que está ficando cego ou com problemas neurológicos e comportamentais.

  1. Inquietação

Se o gato estiver mais inquieto, andando de um lado para outro, não conseguindo relaxar ou dormir, ele pode estar estranhando alguma mudança na rotina dele ou da casa, ou pode não estar se sentindo bem.

Portanto, a qualquer mudança no comportamento do felino, fique atento e procure ajuda e orientação de um médico-veterinário. “Quando o gato começa a sinalizar algo, pode ser que o problema já esteja agravado. Por isso a observação do comportamento é tão importante e pode ser decisivo para iniciar um tratamento adequado ou prevenir algo que possa estar por vir”, explica Kelly.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.