Portal Melhores Amigos | Veja os benefícios da microchipagem em pets
4559
single,single-post,postid-4559,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Veja os benefícios da microchipagem em pets

11_Jun

02 jun Veja os benefícios da microchipagem em pets

Identificação rápida e segurança para os pets. Maior tranquilidade para tutores. Estes são alguns dos principais benefícios que a microchipagem pode oferecer aos animais de estimação.

A microchipagem é um procedimento simples, no qual o médico veterinário coloca um pequeno dispositivo eletrônico sob a pele do bichinho. A aplicação é feita geralmente na nuca do animal, não causa dor nem sangramento. Os bichinhos não ficam com alergias e o pequeno equipamento não incomoda.

O microchip, do tamanho de um grão de arroz, guarda dados únicos dos pets e é como se fosse um RG implantado sob a pele do bichinho. Quando um veterinário ou outro profissional precisam identificar o pet, basta usar um leitor universal.

Lembre-se: o microchip não é um rastreador, ou seja, não tem um GPS para que o tutor saiba exatamente onde o pet está quando quiser. O aparelho guarda as informações essenciais dos bichinhos, como forma de contatar o tutor, nome, raça e outros.

Como afirmado acima, a microchipagem permite uma rápida identificação do animal de estimação, por exemplo, quando ele passa por clínicas ou se for encontrado após fugir ou até ser furtado. Também ajuda profissionais a identificar ninhadas e comprovar parentesco dos animais.

Além disso, a microchipagem é exigida em parte das viagens internacionais e deverá ser exigência em um futuro breve como forma de identificação geral, seja no país, seja para passaportes animais.

RG Pet

A microchipagem é uma excelente ferramenta para tutores que fazer o RG Pet, alternativa gratuita criada pelo Instituto Pet Brasil, que reúne dados sobre o animal e seu tutor em um registro único e intransferível. É um documento para qualquer cão ou gato, que pode ser adquirido a partir do segundo mês de idade, e pode ser feito em duas etapas.

Primeiro, o tutor acessa a plataforma para cadastrar os seus dados e do seu animal de estimação, incluindo data de aniversário, calendário de vacinas e últimas ocorrências veterinárias. Depois, é só levar seu pet a um médico veterinário, clínica ou pet shop para inserir um microchip.

A implantação do microchip não é obrigatória para abertura do cadastro na plataforma RG Pet, mas garante a precisão dos dados entre o animal e seus registros no sistema, portanto, é recomendada. Para mais informações, acesse www.rgpet.org.br/.

 

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.