Portal Melhores Amigos | Seu gato está soltando muitos pelos?
4124
single,single-post,postid-4124,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Seu gato está soltando muitos pelos?

Post_portalmelhoresamigos_2

29 abr Seu gato está soltando muitos pelos?

Antes de mais nada, vamos deixar claro que todos os gatos perdem pelo. Isso faz parte da constituição física dos felinos, cujos pelos, assim como os cabelos dos humanos, passam por fases de crescimento, repouso e queda.

A intensidade dessa queda depende de diversos fatores:

  • Genéticos: É natural que um gato perca mais que o outro. E isso não se relaciona necessariamente ao tamanho de sua pelagem.
  • Temporais: Gatos mais velhos, por exemplo, perdem mais pelo.
  • Ambientais: No calor, a perda de pelo é mais intensa. Como o Brasil é um país de temperaturas altas e relativamente constantes, esse fator tem impacto reduzido.

A questão, portanto, é quando essa perda de pelo é excessiva, pois pode ser um sinal de que algo não está bem com o bichano. Em geral, ela vem acompanhada de outros sintomas, que certamente serão investigados pelo médico veterinário.

“Qualquer perda de pelo focal deve ser investigada”, afirma Vanessa Zimbres, médica veterinária especializada em gatos “Já se a perda é generalizada, sem áreas de descamação, vermelhidão ou outra alteração na pele, provavelmente ocorre por fatores comuns, sem gravidade”.

Fique atento a algumas particularidades:

  • A queda de pelo é excessiva? Pode ser por desnutrição, falta de sol, estresse, mudança ambiental.
  • A queda de pelo é localizada? Mais uma vez o estresse entra na jogada. Outra opção é uma alergia ou a presença de fungos ou abscessos.
  • A queda de pelo vem acompanhada feridas? Além de fungos, abscessos e alergias, fique atento a pulgas e picadas de insetos.
  • A queda de pelo ocorre principalmente na orelha? Ela costuma ocorrer por contaminação fúngica, pulga, otites e sarnas.

De toda forma, e caso a perda de pelo não esteja relacionada a nada grave, você pode fazer algumas coisas para reduzi-la.

“Gatos  são animais limpos por natureza, não apresentam cheiro e não gostam de qualquer outro cheiro que não o deles. Portanto, quando damos banho, no ponto de vista dos gatos, estamos tirando esse cheiro natural e isso acaba os estressando”, diz Vanessa. “Mais importante que banhos são as escovações frequentes. Assim você consegue eliminar os pelos mortos e evita que o gato, ao se lamber, os engula, predispondo a formação das bolas de pelos (tricobenzoares) no estomago, que pode levar a quadros crônicos de gastrite”

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.