Portal Melhores Amigos | Quais as principais razões da infestação de insetos em rações?
4723
single,single-post,postid-4723,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Quais as principais razões da infestação de insetos em rações?

18nov-blog

28 out Quais as principais razões da infestação de insetos em rações?

A infestação de insetos nos alimentos pet é um problema grave que tutores de cães, gatos e outros animais de estimação vêm enfrentando e representa o maior volume de reclamações que a indústria recebe. A cada ano, o número de reclamações deste tipo cresce mais de 50%, sendo que o número de consumidores de alimentos pet industrializado dobra a cada oito anos.

 

A ausência de boas práticas de armazenamento e manuseio estão entre os principais motivos para a infestação de insetos em alimentos pet. “Quanto mais tempo o produto fica exposto em um ambiente favorável a infestação, maior a chance de ser infestado”, explica Plínio Gomes, gerente de Qualidade e Distribuição da Royal Canin. “Se o local de armazenagem propicia abrigo e alimento para o inseto, quando um produto novo chega, os insetos são atraídos pelo odor, tentarão de toda forma invadir o pacote para colocar seus ovos próximo ao alimento e a infestação se multiplica rapidamente”, acrescenta.

“No Brasil, mapeamos cerca de 20 tipos de insetos que atacam alimentos pet. Dentre estes, o Necrobia rufipes, também conhecido como besouro do presunto ou besouro do couro, é o mais robusto. Um casal, em pouco mais de um ano pode gerar até 2000 novos insetos, ou seja, tem um alto poder de infestação”, explica Gomes.

Os insetos não escolhem uma determinada marca, já o consumidor é fiel à marca que escolhe. “Temos observado que na maioria das vezes que um tutor encontra um inseto ou uma larva no pacote de ração, ele liga no SAC da marca, registra a reclamação, recebe outro pacote de volta e o contratempo será resolvido. Quando isso não acontece, ele volta à loja que comprou o produto e solicita a troca. Quando o tutor percebe que o problema não está relacionado ao produto, e sim ao ponto de venda, é provável que ele mude o local das futuras compras”, aponta. Neste cenário, a industria e o comércio estão perdendo com danos diretos a suas marcas.

Para começar a mudar este cenário, a Abinpet – Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, em um projeto inovador que envolveu as grandes marcas produtoras e distribuidoras de alimento pet, elaborou um programa de combate à infestações de insetos. O programa vem para conscientizar toda a cadeia de distribuição, incluindo especialmente os lojistas, sobre as melhores práticas de armazenamento e manuseio.

As práticas incluem principalmente a limpeza sistêmica, o correto gerenciamento do controle de pragas e a gestão de resíduos, e abrange desde o início da produção e até o consumidor final. “Temos aproximadamente 300 mil pontos de venda em todo o Brasil. É importante salientar que é preciso um esforço de toda a indústria e comércio para que esse problema se resolva. Com essa cartilha unificada, desenvolvida por vários gigantes do setor, estamos dando um passo importante para a melhora da qualidade dos alimentos de nossos pets”, conclui Gomes.

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.