Portal Melhores Amigos | Otite canina: como identificar o problema e cuidar
Os principais sintomas da otite são: coçar a orelha ou atrás da mesma, vermelhidão, mau cheiro, aumento de secreção (cerúmen) e ‘chacoalhar’ a cabeça.
1430
single,single-post,postid-1430,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Otite canina: como identificar o problema e cuidar

beagle_dog_vet

12 abr Otite canina: como identificar o problema e cuidar

A otite – ou dor de ouvido, na cultura popular – é um problema frequente na clínica de cães e gatos e suas causas podem estar associadas a diversos fatores, como: umidade, parasitas e até o hábito do animal de “cutucar” as orelhas. Quando não tratada adequadamente, pode se tornar uma doença crônica.

Sintomas

Segundo Carolina Martins Furlan, médica veterinária pós-graduada em cirurgia e clínica de pequenos animais, da Ease Pet Clínica Veterinária e Pet Shop, de São Paulo, os principais sintomas da otite são: coçar a orelha ou atrás da mesma, vermelhidão, mau cheiro, aumento de secreção (cerúmen) e ‘chacoalhar’ a cabeça.

Diagnóstico

“O diagnóstico é feito através de otoscopia (exame realizado pelo médico veterinário, com equipamento próprio, para melhor visualização dos condutos auditivos), de citologia da orelha para avaliar o tipo de otite (inflamatória, fúngica, bacteriana, mista ou causada por ácaros) e, dependendo da cronicidade, exame de cultura e antibiograma para definição da bactéria e antibióticos sensíveis. Algumas otites podem ter uma causa base como pólipos (‘verrugas’), nódulos ou até mesmo ser secundária a problemas de pele”, esclarece a médica veterinária.

Atenção: é muito importante levar seu cão para a consulta veterinária e realizar os exames requeridos para identificar a causa da otite. Jamais “automedique” seu pet em casa, já que é humanamente impossível diagnosticar o agente causador do problema observando uma simples coceira na orelha, hein!

Tratamento

“O tratamento é feito por meio de medicamentos otológicos prescritos conforme a identificação da causa do problema, já que existem componentes específicos para cada tipo de otite. Dependendo do quadro que se encontra a doença, muitas vezes, são necessários medicamentos sistêmicos como antibióticos, anti-inflamatórios, entre outros”, indica Cybele L. Navas Queiroz, médica veterinária pós-graduada em cirurgia e clínica de pequenos animais, também da Ease Pet.

Prevenção

Algumas raças que têm a orelha mais longa, como o Poodle, Cocker e outros Retrievers, estão mais predispostos a desenvolverem otite. No entanto, existem alguns cuidados básicos para prevenir o problema e preservar a saúde do ouvido do seu cão:

– Higienizar regularmente a região do ouvido com algodão (nunca use cotonetes) e produtos específicos (vendidos em pet shops e lojas especializadas), conforme orientação do médico veterinário;

– Proteja os ouvidos com algodões para a hora do banho e seque bem as orelhas depois;

– Caso seu cãozinho tenha orelhas muito peludas, mantê-las tosadas é uma boa alternativa;

– Se o seu pet tem orelhas compridas e caídas, forneça água para ele beber em um recipiente mais fundo e estreito;

– Leve seu amigo canino regularmente para um check-up veterinário.

 

 

Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.