Portal Melhores Amigos | Os pets podem comer chocolate?
4493
single,single-post,postid-4493,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Os pets podem comer chocolate?

09_Abr

27 mar Os pets podem comer chocolate?

A páscoa está logo aí e o que ela nos lembra? Isso mesmo, chocolate!

Quem, entre os humanos, não gosta? O problema é que, com a ampla oferta de doces, muitos tutores ficam tentados a oferecer um pedacinho para seus pets. Muita calma nessa hora.

Isso porque o chocolate, irresistível para grande parte da humanidade, pode causar intoxicação no seu gato ou cãozinho. O motivo é um composto chamado teobromina, presente na fruta do cacau, e também na guloseima.

“Quanto mais cacau, mais teobromina o chocolate terá. Isso significa que chocolates amargos, por terem mais teobromina, são também mais tóxicos”, afirma a médica veterinária Mayara Ramos da Silva. “Os cães, por exemplo, podem apresentar febre, vômito, diarreia, hemorragia intestinal, excitação, respiração ofegante, batimentos cardíacos acelerados ou arrítmicos, tremores musculares e movimentos incoordenados. Em casos extremos, podem vir a óbito”.

Segundo Mayara, mesmo se ingerirem pequenas quantidades, a longo prazo os animais podem apresentar problemas no fígado e renal.

Ou seja, não é brincadeira. Se seu cão ingeriu um chocolate, ou está apresentando algum dos sintomas mencionados, leve-o imediatamente ao médico veterinário!

Outros alimentos nocivos

Não são apenas os chocolates que são prejudiciais. Muitos doces apresentam em sua composição o adoçante xilitol, que induz hipoglicemia. Como resultado, o animal pode fazer ficar letárgico ou inconsciente, além de provocar falência do fígado.

Diversos alimentos que nós, humanos, comemos, aliás, são proibitivos. Isso inclui massas, temperos, salgados e diversas frutas. Mesmo bebidas como o leite são contraindicadas para pets – a não ser em casos muito específicos e com orientação veterinária.

Portanto, na dúvida, é melhor não oferecer o agrado. A ração segue sendo o melhor alimento para cães e gatos, pois contém todos os nutrientes que eles necessitam. Contribuem, assim, com a sua saúde, beleza e longevidade.

Guloseimas feitas para eles

A boa notícia é que existe uma linha completa de produtos doces e salgados, especialmente preparados para pets. Há desde mortadelas e patês até bolos, cervejas e, sim, chocolates!

A maioria desses produtos tem aparência muito parecida com aqueles convencionais, vendidos nos supermercados. Entretanto, são isentos de substâncias que podem fazer mal à saúde dos bichinhos. Os chocolates, por exemplo, não possuem açúcar e cacau, e as cervejas, claro, não têm álcool.

De todo modo, vale a velha recomendação: use com moderação.

“Petiscos em excesso também podem fazer mal e gerar problemas como a obesidade. Por isso, procure sempre aqueles sem muito conservantes e mais saudáveis”, recomenda Mayara. “Cães não precisam de petiscos o tempo todo. Mesmo que estejam em treinamento pode-se oferecer uma quantidade bem pequena”.

Assim, o mais indicado é que os agrados sejam dados em montantes controlados e após as refeições normais.  Desta forma, por já estarem saciados com a ração, os bichinhos vão, por eles mesmos, consumir uma dose menor.

E vale reforçar: resista ao olhar pidão do seu pet. Não dê chocolates e os deixe em locais que ele não alcance!

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.