Portal Melhores Amigos | Oftalmologia felina é uma especialidade com procura cada vez maior
4141
single,single-post,postid-4141,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Oftalmologia felina é uma especialidade com procura cada vez maior

Post_portalmelhoresamigos_7

30 abr Oftalmologia felina é uma especialidade com procura cada vez maior

Cada vez mais a busca por profissionais especialistas vem crescendo na medicina veterinária. Dentre as várias áreas contempladas pelo médico veterinário especialista a oftalmologia tem ganhado grande atenção. “Deve-se salientar que os felinos apresentam afecções oftálmicas particulares de sua espécie, sendo sempre necessária a avaliação de um profissional especialista no ramo para um diagnóstico e consequente tratamento mais acurados”, explica a o médico veterinário, Ricardo Gardim, da Clínica Veterinária Hungária, de São José dos Campos (SP).

A ceratite herpética e infecções por clamídia são causas comuns de doenças oculares em felinos, que provocam secreção ocular, sendo essas na maioria das vezes relacionadas a animais jovens, que vêm de abrigo ou mesmo têm acesso à rua, pois são doenças infecciosas transmitidas de gato para gato, esclarece Gardim. “O tratamento é baseado na administração de colírios antibióticos e lubrificantes além da diminuição de fatores estressantes pois muitas vezes estão relacionadas a animais imunosuprimidos”.

Úlceras de córnea em sua maioria são traumáticas, mais comumente observadas também em animais com acesso à rua e que brigam com outros animais. “Mas como felinos são seres curiosos deve-se sempre tomar cuidado com plantas que possuam espinhos em sua residência”, alerta. “As úlceras são classificadas segundo a sua profundidade sendo cada tipo de úlcera responsiva a determinados medicamentos e em alguns casos procedimentos cirúrgicos são indicados para resolução do quadro”.

Já é descrito na literatura, segundo o  veterinário, que um grupo específico de antibióticos chamado de quinolonas, usado para diversos tratamentos como cistites ou qualquer outra afecção do trato genitourinário, são responsáveis por causar, em alguns casos, degeneração retiniana em felinos, levando-os a cegueira.

Gardim lembra ainda que “antes de se estabelecer qualquer tratamento o diagnóstico acurado é de suma importância, pois em alguns casos a escolha errada de uma medicação pode levar a uma piora aguda do quadro, ocasionando em perfuração do globo ocular e sua consequente perda”.

Para evitar problemas oftálmicos o ideal é sempre realizar o acompanhamento periódico do seu animal, evitar o acesso à rua (muitos tutores ainda tem a cultura de que gato deve viver solto) e adotar animais de lugares de confiança. Qualquer sinal relacionado aos olhos como: epífora (lacrimejamento excessivo),  blefarospasmo (animal piscando repetidas vezes), fotofobia (aversão á luz); já é um indício para levar seu amigo para uma avaliação o quanto antes, pois os olhos são sensíveis e devem ser sempre manejados da maneira mais precisa e rápida possível, conclui.

 

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.