Portal Melhores Amigos | Mitos e verdades do universo felino
4887
single,single-post,postid-4887,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Mitos e verdades do universo felino

20_Abril

30 mar Mitos e verdades do universo felino

Já são 24 milhões de gatos vivendo no Brasil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), a previsão é que em 2022 a população felina no país chegue à marca dos 30 milhões. Eles têm um temperamento peculiar, são fofos e a cada dia ganham mais os corações dos brasileiros, que já estão acostumados com algumas lendas do universo felino. Algumas são verdadeiras, e outras não passam de mitos.

Para desmistificar as principais lendas que envolvem esses animais tão queridos, o Portal Melhores Amigos tem a ajuda da dra. Vanessa Zimbres, médica veterinária e sócia-proprietária da clínica Gato É Gente Boa, a única do interior paulista a conquistar o selo Cat Friendly Practices Gold.

 

Gato tem sete vidas

Mito, e dos grandes! – “Qualquer criatura viva desse mundo tem, somente uma vida. Na Idade Média, acreditava-se que as feiticeiras poderiam se transformar em gatos por 9 vezes, um número considerado místico. Em nossa cultura, falamos no número 7”, conta Zimbres. Tudo isso porque, na verdade, os gatos são ágeis e possuem muita destreza, além de visão e audição aguçados, que ajudam eles a saírem facilmente de situações complicadas.

 

Eles sempre caem em pé

Verdade com ressalvas – Os gatos têm um excelente reflexo de endireitamento, e é por isso que, quando tem um gato caindo, ele chega ao chão em pé. “A anatomia dos felinos favorece essa agilidade para se preparar para a queda. A coluna dos gatos é extremamente flexível e eles não possuem clavícula”, salienta a veterinária. Mas vale o alerta: isso não significa que eles não possam se machucar, principalmente caindo de grandes alturas.

 

Gatos não gostam de água

Mito – Segundo Vanessa, os gatos gostam de água. Muitos deles, inclusive, adoram brincar com o pote de água, mas isso não significa que eles gostam de banho. “Os gatos são muito independentes e não gostam de ser forçados a nada. Mesmo que o tutor molhe só um pouco, já é algo bastante estressante para eles. Por isso, o ideal é respeitar o tempo e o espaço deles”, indica.

 

Pepino é seu arqui-inimigo

Mito – Historicamente, gatos são predadores. O fato de serem surpreendidos por algum objeto, sem que ele percebesse, certamente vai assustar o gato. “No caso do pepino, especificamente, ele pode parecer com cobra ou qualquer outro animal rastejante. Instintivamente, o gato sabe que é uma ameaça, e é por isso que ele se assusta e pula alto. Este comportamento é para evitar que seja atacado”, explica a veterinária, que faz um alerta: “Assustar gatos com pepinos, ou qualquer outro objeto, é extremamente cruel e pode ocasionar danos psicológicos sérios aos felinos”, finaliza a veterinária.

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.