Portal Melhores Amigos | Gato Persa: tudo sobre este fofucho de carinha achatada
714
single,single-post,postid-714,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Gato Persa: tudo sobre este fofucho de carinha achatada

gato_persa

24 ago Gato Persa: tudo sobre este fofucho de carinha achatada

Já viu um bichinho de estimação que é uma circunferência peluda da cara amassada? Na verdade, você já deve ter percebido, pela descrição, que estamos falando de um dos gatinhos mais conhecidos da galáxia – o Persa!

Além de ser pop, o Persa é um dos bichanos mais antigos da história. Reza a lenda que, no século XVII, um peregrino italiano viajava pela Pérsia (atualmente, o Irã) e levou pra Itália um belo gato que encontrou pelas ruas. Dois séculos mais tarde, a espécie foi levada para a Inglaterra e, dali, para o mundo.

Estas fofuras costumam ser muito dóceis, preguiçosas e brincalhonas, ao mesmo tempo em que adoram curtir a segurança e serenidade de seus lares. Possuem uma pelagem macia e brilhante, enquanto suas patinhas são delicadamente curtas – geralmente, não são grandes fãs de salto em altura e nem de muita correria.

O mandamento principal para se ter um persa é: escove-o diariamente. Esses pelos lindos e reluzentes não se mantém assim maravilhosos somente com as forças milagrosas da natureza. Umas visitas ao petshop para banho e tosa também podem se fazer necessárias.

Além da manutenção da pelagem, os olhinhos dos Persas também requerem cuidados especiais. “Cerca de 80% dos pacientes que atendo na oftalmologia são da raça Persa e, principalmente, os gatinhos que têm o focinho mais curto, os braquicefálicos”, conta Juliana Jorge, médica veterinária especialista em oftalmologia, autônoma e membro da clínica Vetmasters, de São Paulo.

De acordo com a especialista, os gatos com focinho achatado “têm maior predisposição a ter o canal das narinas obstruído. Muitos deles nascem com o cantinho da pálpebra virado para o lado dentro. Então, existe maior propensão a problemas respiratórios. No entanto, não é uma regra geral que se aplica a todos os Persas”, explica.

Vale fazer uma limpeza simples, com gaze e soro fisiológico, nos olhinhos do seu Persa quando notar que ele está lacrimejando mais. “Se observar um lacrimejar em maior quantidade, que não seja o comum do seu gato, ou uma secreção amarelada ou marrom, procure um médico veterinário especializado”, conclui Dra. Juliana.

E então, você já se apaixonou pelo Persa?

 

 

 

Por: Paula Soncela
Nenhum Comentário

Postar um comentário