Portal Melhores Amigos | Dicas de decoração para uma casa com gatos
2848
single,single-post,postid-2848,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Dicas de decoração para uma casa com gatos

gato-decoração_DOMINIO-PUBLICO

18 mai Dicas de decoração para uma casa com gatos

A ideia é não deixar o pet dormindo o tempo todo, criando um ambiente estimulante.

Como membros da família, nossos animais de estimação precisam de uma casa aconchegante. No caso dos gatos, animais independentes e curiosos por natureza, o planejamento da decoração é quase uma necessidade, pois felinos desinteressados com seus arredores podem sofrer de obesidade. “Sempre orientamos aos tutores o enriquecimento do ambiente para os gatos. Costumeiramente, muitos pensam que o pet pode se distrair sozinho, mas esses animais passam cada vez menos tempo na rua e precisam de estímulo e atividades dentro do espaço fechado”, recomenda a médica-veterinária Regina Rheingantz Motta, da Clínica Homeo Patas.

Ou seja, cada vez mais, os felinos estão sendo criados de maneira confinada e não semidomiciliada, o que na verdade é positivo. “Permitir ao gato entrar e sair de casa como bem entender pode trazer riscos como acidentes, ferimentos e doenças”, explica a especialista. O efeito colateral dessa vida mais “caseira” é o sedentarismo. Uma boa dica é deixar alimento e água em locais distintos, desafiando o gato a alcança-los. De tempos em tempos, troque o local, para que o animal seja estimulado a procurar seus potinhos.

Ao perambular pela casa, um gato sempre procurará um bom ponto de observação, portanto, é interessante deixar prateleiras e estantes livres nos aposentos, por onde ele possa subir e transitar. Atualmente, existem até empresas especializadas na criação de móveis para lares com pets. Acessórios em formato de caixas também fazem sucesso com gatos. “Outra ideia bacana são brinquedos imitando tubos ou cilindros ocos, pelos quais ele pode passar. A ideia é não deixar o gato dormindo o tempo todo”, explica a especialista.

Outro item interessante é o arranhador. Segundo a médica-veterinária, o gato sente necessidade natural de afiar as unhas. Então, se ele não possuir um local próprio para isso, ele procurará um substituto como sofás e cortinas. Recomenda-se que o animal seja apresentado a esse acessório o quanto antes, para se habituar desde filhote. Muitos são fabricados com catnip (a erva-dos-gatos), o que pode atraí-los para o brinquedo.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.