Portal Melhores Amigos | Cuidados com os pets durante a viagem de férias
4401
single,single-post,postid-4401,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Cuidados com os pets durante a viagem de férias

14_Jan

17 dez Cuidados com os pets durante a viagem de férias

Férias é tempo de viajar. Mas e o animal de estimação? É possível levar o cão ou até mesmo o gato com conforto e o mais importante com segurança. É só tomar alguns cuidados básicos antes de viajar de carro.  O veterinário Rafael Barbosa lembra que existem diversos objetos próprios para transportar os pets com segurança e que deixam os animais mais confortáveis no automóvel.

Barbosa explica que o primeiro passo é acostumar o animal a andar de carro. ‘Nunca pegue a estrada sem antes mostrar o veículo para o seu cão ou gato”, diz. “Do contrário, ele poderá ficar assustado e muito agitado, podendo atrapalhar a viagem”, alerta.

Por isto, alguns dias antes de pegar a estrada, faça alguns passeios com seu bichinho pela vizinhança para que ele vá se acostumando com o  ambiente diferente do seu. Desta forma, no dia da viagem ele não se agitará e o mais importante, não colocará sua vida em risco.

Outro cuidado, segundo Barbosa, é levar o animal ao médico para uma consulta. “Dependendo do tipo de viagem que você realizará, o veterinário poderá passar alguns cuidados, como prevenções de pulgas, carrapatos e doenças que podem afetar a saúde do seu animal. Converse com o veterinário e peça para que ele indique alguns remédios, como por exemplo, para enjoo”.

Mesmo com esses cuidados, Barbosa afirma que é preciso alimentar seu pet algumas horas antes da viagem e sempre com uma alimentação leve. “Desta forma, ele pegará a estrada com muito mais conforto e menos risco de enjoo ou vômito”, afirma. “Não se esqueça de levar seus pertences, como pote de água e ração, comida, guia, entre outros itens. Leve também sua carteira de vacinação e confira se está tudo em ordem. Não viaje com alguma vacina pendente”.

Durante a viagem é recomendado fazer paradas, no mínimo a cada duas horas. Assim como os humanos, os animais também pedem um descanso. Saia do automóvel e dê a ele um pouco de água. Não deixe de dar algumas voltas pelo local para que ele possa se movimentar.

Atualmente também existem caixas de transporte e até mesmo cinto de segurança para pet. Os cintos são mais acessíveis. “Importante ressaltar que praticamente não existem leis voltadas para a segurança do animal”, lamenta Barbosa. “Entretanto, alguns cuidados são básicos, como evitar levar seu bicho na carroceria ou no colo. É fundamental ficar sempre atento à segurança do pet e não deixar a janela totalmente aberta, para evitar com que ele salte para a estrada”.

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.