Portal Melhores Amigos | Conheça seu novo parceiro de vida saudável: o cão
3539
single,single-post,postid-3539,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Conheça seu novo parceiro de vida saudável: o cão

dog-3297240_1920

16 abr Conheça seu novo parceiro de vida saudável: o cão

Qualquer tipo de cachorro pode ser companheiro também na hora de cuidar da sua saúde, fique atento às dicas!

 

Cada vez mais pessoas são adeptas de uma rotina de exercícios acompanhada de seu melhor amigo. Mas como acostumar seu animal a essa rotina? Para começar, se a ideia é ótima, é preciso também ter certeza de que está tudo bem com você, tutor, antes de iniciar a série de exercícios. Se já fez um check-up médico, é hora de olhar para o seu cão.

“O tempo de adaptação depende do cachorro, se ele é mais agitado ou mais calmo. A idade influencia também, cães mais novos são mais fáceis de moldar e se adaptam mais facilmente – explica a médica-veterinária Mayara Ramos da Silva, especialista em comportamento animal – a principal questão é achar uma coleira adequada para cada tipo de cachorro, pois o passeio deve ser prazeroso tanto para o tutor como para o cão”.

O segundo ponto é ensinar o cachorro a andar ao seu lado. “Pode-se iniciar com caminhadas, e conforme o cachorro for acompanhando e andando sem puxar na guia, comece os trotes aumentando o ritmo. Coleiras peitoral, antipuxão ou cabresto terão a mesma finalidade de não deixar o cão andar à frente, caso queira ir mais rápido do que o tutor. Outra forma de ensinar é mudar repentinamente de direção toda vez que o cão tentar ultrapassar o tutor. “Dessa forma, como o cão fica sem saber a direção que deverá seguir, ele aprende a esperar o tutor indicar a direção, e passa a prestar mais atenção no tutor”.

Atenção, apesar de parecerem mais propensos a uma boa corrida no parque, cães com nível de energia mais alto também demandam do tutor mais paciência na hora do treinamento! No entanto, existem várias opções para cães atletas: exercícios de tração, salto em distância, lançamento de frisbee e o agility, que apesar de muito popular entre raças mais ativas, como os border collies, é indicado para qualquer cachorro. “Qualquer raça pode praticar, mas em modalidades como agility cães com mais energia terão maior vantagem”, explica a veterinária.

Prefira oferecer alimento depois das atividades, como se fosse uma recompensa por todo o trabalho feito. Há também questões fisiológicas, de acordo com Mayara. “Quando recebemos alimento, nosso organismo começa a gastar energia para digerir aquele alimento. Se transferimos a energia que seria para digerir o alimento para alguma atividade física, isso poderá provocar mal-estar, vômitos, etc”.

Ah, e não se esqueça: leve uma garrafinha de água também para o cão. É importante manter a hidratação!

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.