Portal Melhores Amigos | Azulão, o pássaro canoro dos quatro cantos do Brasil
Você pode conhecê-lo por vários nomes, como Guarundi-azul ou Tiatã, mas seu batismo mais popular é o Azulão mesmo. Esta ave da ordem dos passeriformes é um verdadeiro colírio para os olhos e referência da fauna do nosso país e da América do Sul.
1745
single,single-post,postid-1745,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Azulão, o pássaro canoro dos quatro cantos do Brasil

azulão bird

08 jul Azulão, o pássaro canoro dos quatro cantos do Brasil

Você pode conhecê-lo por vários nomes, como Guarundi-azul ou Tiatã, mas seu batismo mais popular é o Azulão mesmo. Esta ave da ordem dos passeriformes é um verdadeiro colírio para os olhos e referência da fauna do nosso país e da América do Sul.

Origem

Ele pode ser localizado em todo o território nacional e também em algumas regiões da Venezuela, Colômbia, Argentina, Paraguai e Bolívia, sendo que os Azulões encontrados no Brasil são a Cyanoloxia brissonii sterea e a Cyanoloxia brissonii brissonii – este último, exclusivamente brazuca.

Aliás, não confunda o Azulão com Bicudos e Curiós, já que ele faz parte da família Cardinalidae, enquanto os outros dois são Emberizidae.

Características Físicas

Nem precisa dizer que este pássaro recebeu este nome por causa de sua aparência e de sua cor – sempre o azul e suas diversas tonalidades. Dentro do próprio território brasileiro, existem algumas variações de Azulão que foram classificadas e divididas conforme as regiões que habitam:

Azulão da Amazônia

azulão da amazonia

Trata-se de um pássaro de porte grande que pode atingir até 16 cm de altura. Sua característica mais marcante é o tom extremamente escuro de seu azul e seu canto “minimalista”, por assim dizer, de volume mais baixo e menos notas do que outros Azulões (mas não menos belo, hein).

– Azulão do Sul

Azulão do Sul

É um pássaro mais grandalhão, como o da Amazônia, e chega a ser quase negro, de tão escuro que é seu azul, enquanto a testa e as asas têm uma tonalidade levemente mais clara, um azul marinho chapado. Apesar de seu canto ser grave (tipo o “baixo cantante” da ópera) ele tem mais decibéis do que o do centro-sul (que veremos a seguir).

Azulão do Centro-Sul

Azulão do Centro-Sul

Encontrado nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, é um pássaro de porte médio, menor que o do sul, com uma coloração azul turquesa intensa e brilhante. As manchinhas das asas e cabeça são ainda mais claras e possuem um brilho ainda mais chamativo. Sua voz é a mais harmoniosa em termos de grave-agudo e volume.

Azulão do Nordeste

Azulão do Nordeste

Tem quase o mesmo tamanho do Azulão do centro-sul, só é um pouquinho menor e mais robusto. É possível identificá-lo pelo azul bem mais claro – a cabeça e asa chegam a ser reluzentes – e umas pinceladas de cinza em seu corpinho. Apesar do porte compacto, seu bico é ligeiramente maior e tem um formato bem cônico. Seu canto é extremamente agudo e todo acelerado, como uma cantora de ópera soprano cantando músicas de desenhos da Disney – ou seja, um escândalo.

Curiosidade: as fêmeas e filhotes de Azulão podem apresentar uma coloração acobreada e dourada, sem o azul característico da ave.

azulão fêmea

Temperamento

Taí um pássaro que não gosta de vuco-vuco e de viver em bando. O Azulão é uma ave bastante territorialista sem ser exigente quanto ao habitat – adaptam-se bem a variados climas e tipos de vegetação.

Durante a época de reprodução, os Azulões querem privacidade e não toleram a presença de qualquer outra ave, chegando até a expulsar os filhotes do recinto – é como se pendurassem uma plaquinha imaginária dizendo “não perturbe”.

Alguns criadores (autorizados) da ave afirmam que o Azulão é de fácil manejo, muito dócil e manso, considerado como um dos mais pacatos dos passeriformes, chegando até a aceitar um afago humano.

Alimentação

O Azulão gosta de um cardápio variado e se alimenta, basicamente, de sementes, frutas e insetos. O mais recomendado é misturar alpiste e painço comum com senha, arroz com casca, girassol miúdo e aveia. Além dos grãos, é importante fornecer larvas de tenébrio e misturas com ovos cozidos, principalmente para os filhotes.

A ração extrusada também é indicada (se for de qualidade) para ajudar a evitar problemas nutricionais. Além disso, a dieta também pode ser complementada com flocos de milho pré-cozidos, farelo de soja, frutas (jiló, maça e banana, por exemplo) e verduras.

Um item importantíssimo para uma boa alimentação “azulesca” é a areia esterilizada ou grit mineral, que serve para forrar o fundo da gaiola. Ao mesmo tempo em que ela ajuda na digestão, auxilia também na reposição de cálcio natural e minerais das aves.

Legislação

Mas atenção, segundo a Lei 5.197 do IBAMA, animais silvestres – como o Azulão – são propriedade do Estado e é proibida sua captura. Contudo, é permitido que se conviva com eles desde que sejam nascidos em criatórios domésticos. Isto é, só adquira estes animais devidamente registrados pelos órgãos governamentais responsáveis.

Quem vir o azul de um Azulão e ouvir seu canto, ficará apaixonado para sempre!

 

Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.