Portal Melhores Amigos | Como os pets podem ajudam a combater a solidão na quarentena
4553
single,single-post,postid-4553,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como os pets podem ajudam a combater a solidão na quarentena

04_Jun

02 jun Como os pets podem ajudam a combater a solidão na quarentena

Quantas vezes você já teve um dia ruim no trabalho e, ao chegar em casa, sofreu um bombardeio de carinho por seu cãozinho? Ou quando estava triste e seu gato simplesmente deitou no seu colo e salvou seu dia?

 

Pois é! Animais de estimação têm uma fama de excelentes companheiros, e nesse período de isolamento social, têm sido um poderoso aliado para lidar com esse momento tão delicado.

 

Os benefícios psicológicos que os pets oferecem aos seus tutores são reais, e através de uma pesquisa, realizada pela Mars Petcare, maior empresa de alimentos e cuidados para pets do mundo, e o Human Animal Bond Research Institute (HABRI), comprovou como a interação com os pets pode ser benéfica para os seres humanos, principalmente quando é relacionada ao isolamento social, a solidão e suas consequências.

 

Como foi feita a pesquisa?

 

A condução da pesquisa foi através de um questionário on-line de 30 minutos nacionalmente representativo, realizado nos Estados Unidos em 2019. O procedimento explorou o papel da interação entre animais de estimação e humanos como um agente fundamental no isolamento social, e redução de sensação da solidão. Mais de duas mil pessoas foram entrevistadas, e 72% eram tutores de pets.

 

26% dos entrevistados evidenciaram a importância dos animais para a saúde mental. Além disso, 80% dos entrevistados que possuem pets confirmaram que eles se sentem menos solitários por terem a presença de seus animais.

 

Brasileiros com pets agradecem a companhia

 

Aqui no Brasil, a realidade não é diferente da pesquisa norte-americana. Neste momento de isolamento social, muitas pessoas que estão sozinhas em casa e precisam se adaptar à nova rotina, atribuem aos seus melhores amigos uma grande ajuda na adaptação.

 

O Portal Melhores Amigos selecionou algumas histórias, veja:

 

“Nessa fase de extrema preocupação, a presença de Amora e Cacau em casa faz tudo ficar mais leve. Eu considero que nós nos cuidamos. Eu cuido delas com os cuidados básicos necessários e elas cuidam de mim emocionalmente. Acredito que a interação social é um ponto importante para o bem-estar pessoal, mas os momentos de introspecção, de entendimento e aprendizado com tudo o que está acontecendo, também fazem parte. Nestes momentos estar com “as meninas” é ter companhia para esta evolução individual” – Rafael Cruz, de São Caetano do Sul/SP e tutor de duas cadelas.

“Com o Gregório, faço pausas ao longo do dia, sento um pouco no sol, vamos até a calçada. Por conta dele me mexo mais e presto mais atenção na minha saúde. Sem ele neste momento eu estaria só trabalhando e ficando mais ansiosa. Vou fazer 40 anos, e como moro longe da minha família, vou comemorar com ele” – Tabata  Pinol, residente em Belo Horizonte/MG e tutora de um cachorro de cinco anos.

“O Tobias é uma figura, sempre apronta alguma arte e me arranca boas gargalhadas, sem falar do amor e carinho que ele sente por mim. É algo surreal a capacidade que esses animais têm de amar. Além disso, ele me mantém ocupado com as tarefas relacionadas ao cuidado dele. Manter a saúde mental nos últimos dias tem sido uma tarefa complicada, porém a presença do Tobias tem sido essencial” – Matheus de Souza, morador de São Paulo/SP e tutor de um cachorro de 1 ano e 7 meses.

“Eu comentava com a minha namorada que me se sentia solitária, e foi assim que ganhei a gatinha Marie, que chamo de filha. Eu já tinha uma relação próxima, e hoje convivendo o dia todo em casa, juntas, ficou ainda mais intensa. Ela é muito apegada mesmo, me segue pela casa e tenta ficar no meu colo em todas as oportunidades, a gente faz tudo juntas” – Maria Eduarda Mello, moradora de São Paulo/SP e tutora de uma gata.

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.