Portal Melhores Amigos | Como deixar a casa mais segura para seu pet
4350
single,single-post,postid-4350,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como deixar a casa mais segura para seu pet

26_Nov

13 nov Como deixar a casa mais segura para seu pet

Hoje a maioria das famílias tem sempre um animal de estimação que os acompanha e vive como se fosse membro da família. Por esse motivo, é preciso ressaltar que cuidados com a casa devem ser tomados para que não ocorram acidentes que em alguns casos acabam sendo fatais.

O  médico veterinário Leonardo Giovanetti Neto, da Med Center Pet Barueri, na Região Metropolitana de São Paulo, destaca algumas medidas que considera mais importantes para que acidentes não ocorram.

Redes de proteção: muitas famílias hj residem em apartamentos e cujo mesmo possuem uma altura razoavel que em caso de queda podem ocorrer acidentes graves como fraturas múltiplas, lesões de órgãos que em muitos casos levam ao óbito. Portanto, jamais arrisque deixar sem as redes de proteção todo e qualquer cômodo que dê acesso  e possibilidade do animal saltar para fora do imóvel;

Pisos muito lisos: sabemos que os animais costumam correr muito dentro de casa e muitas vezes escorregarem devido a um piso que possua superfície bem polida. Isso pode gerar problemas de origem articular ou traumas devido ao seu pet não conseguir frear a tempo de colidir com um objeto e sofrer traumas que em alguns casos podem ser irreversíveis

Plantas e vasos: muito cuidado com plantas em sua residência, pois algumas delas podem ser tóxicas e, em alguns casos, podem levar a um quadro de intoxicação pela ingestão ou até mesmo algumas plantas que provocam reação alérgica local quando seu pet tem contato comela. Alguns vasos como o xaxim também não são muito recomendados, pois atraem alguns insetos que picam seu animal. A picada desses insetos leva a um edema agudo que é caracterizado por ferida em boca, focinho e região periocular (olhos). Nesse caso são necessários cuidados emergências.

Piscinas: algumas casas possuem essa opção de lazer que é muito utilizada nos meses de muito calor. Mas devemos ter cautela quando não estamos usando-as pois muitos pets acabam caindo nelas e se afogando. E mesmo que esse cuidado seja tomado, recomenda-se que os proprietários mantenham a água em níveis bem cheios para possibilitar que seus animais atinjam a beirada da piscina e consegam sair dela. Outra sugestão é cobrir a piscina com telas ou forros que possibilitam seu pet andar sobre ela com segurança;

Proteção de escadas: toda e qualquer escada deve conter um rodapé e alguma forma de proteção lateral que impeça que o seu amiguinho de quatro patas possa sofrer uma queda que acarretaria problemas, em alguns casos sérios, de saúde como fraturas, traumatismos cranianos entre outros;

Produtos de limpeza ou tóxicos: animais são muito curiosos e costumam ter contato com produtos de limpeza e que quando ingeridos podem levar a quadros de envenenamento e muitos deles a óbito. A sugestão é que esses produtos fiquem em região acima do alcance dos seus pets e que ao colocarem venenos para ratos ou baratas, tenham cautela de não deixar ao alcance dos animais.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.