Portal Melhores Amigos | Como cuidar do seu pet na estação mais quente do ano
4374
single,single-post,postid-4374,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como cuidar do seu pet na estação mais quente do ano

12_dez

09 dez Como cuidar do seu pet na estação mais quente do ano

Oficialmente, o verão tem início no dia 22 de dezembro. Mas digamos que, mesmo antes de sua chegada, nós já sentimos que ele está se aproximando. O tempo começa a esquentar e nós começamos a nos abanar.

Com os nossos pets não é muito diferente – eles sofrem também! Por causa do calor, cães e gatos podem inclusive ter leve mudança de comportamento.

“Aumento da frequência cardiorrespiratória, salivação abundante e língua avermelhada e para fora são os sinais mais observados”, diz a médica veterinária Tatiane Fernandes

O que fazer? Para te ajudar a curtir o verão junto com seus pets, nós separamos algumas dicas simples e eficazes. Confira abaixo!

Passeios

Não deixe de passear com seu cãozinho, mas prefira fazê-lo em horários mais frescos, logo pela manhã ou à noite. Procure também caminhos com sombra. Outra opção é reduzir um pouco a extensão dessas caminhadas.

Atenção também com a temperatura do chão. Queimaduras das patas são frequentes nessa época.

Ah, e se o passeio for de carro, não se esqueça: nunca deixe seu pet dentro dele com vidros fechados, pois a temperatura sobe rapidamente.

Sombra e água fresca

É fundamental que cães e gatos tenham acesso a lugares frescos da casa, seja por causa do piso frio, do ventilador ligado ou do ar-condicionado. Certamente os bichinhos vão se esparramar por esses ambientes.

Lembre-se também de sempre deixar água para eles. Ela é sempre importante, mas em tempos secos é ainda mais! Vale a pena aumentar a frequência da troca e colocar uma ou duas pedras de gelo para deixá-la gelada.

Alimentação

Além da água, os alimentos também são importantes aliados. Não é necessário modificá-los, mas certifique-se de que seu bichinho está comendo o suficiente.

“Uma dica bacana é mudar o horário que o cão come para o final do dia, quando a temperatura está mais baixa. Esta mudança melhora o processo digestivo, uma vez que o aparelho digestório esta mais relaxado”, sugere Tatiane.

Prevenção de Parasitas

No verão é mais comum encontrarmos pulgas e carrapatos. O ideal é manter o método preventivo sempre em dia, seja através de coleiras, pipetas ou comprimidos.

Banho e tosa

Os banhos regulares devem se manter no verão, com intervalo de ao menos uma semana. Só tenha a certeza de que a água esteja na temperatura ambiente.

“A secagem também tem que ser cautelosa. Ela deve ser feita a fim de certificar que a pele e a pelagem fiquem bem secas, mas a temperatura do secador precisa ser bem monitorada”, afirma Tatiane.

Com gatos, o banho também deve acontecer com água fresca. Para aqueles muitos que ficam estressados, um pano úmido é o suficiente.

Tanto cães como gatos de pelagem longa sofrem mais nesse período. Por isso, eles devem ser tosados para se sentirem mais confortáveis.

Cuidado com o sol

Em geral, evite que seu pet fique muito tempo exposto ao sol forte. Mas se isso for ocorrer, é importante se precaver. Cães de pelagem branca, principalmente, devem receber filtro solar. Para os demais, é importante passar em regiões onde há maior exposição da pele, como ao redor do focinho, ponta das orelhas e abdômen por conta da insolação reflexa.

A recomendação é válida para gatos também. Você pode encontrar filtro solar para pets em farmácias de manipulação veterinária.

Por fim, fique atento ao comportamento do seu bichinho. Caso ocorra qualquer mudança brusca de comportamento, se ele ficar muito ofegante ou muito tempo parado, por exemplo,  contate seu médico veterinário de confiança.

De resto, desejamos a você e ao seu pet um verão com muita alegria e saúde!

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.