Portal Melhores Amigos | Como adquirir aves de forma legal
2844
single,single-post,postid-2844,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como adquirir aves de forma legal

passaro-legal_DOMINIO-PUBLICO

17 mai Como adquirir aves de forma legal

De forma geral, aves são uma boa opção de animais de estimação para quem não tem tempo ou disposição para passear com cães, ou é alérgico a gatos, por exemplo. Também podem ser preferência de quem não tem muito espaço dentro de casa. Mas, apesar de muitos desses pets serem naturais da fauna brasileira, é preciso obtê-los dentro da legalidade, porque isso garante não apenas um exemplar de boa saúde, mas também rechaça o tráfico de animais. Já no caso de aves exóticas, ou seja, que não são naturais da fauna do País, o comércio ilegal e o contrabando, além de predatórios, podem causar efeitos negativos nos ecossistemas brasileiros.

“Sempre procure por estabelecimentos que possam emitir nota fiscal e que sejam idôneos, oferecendo às aves boas condições sanitárias. Se você tem dúvidas, entre no site do Ibama, ou peça indicação a um veterinário”, explica a médica-veterinária especializada em animais silvestres Erica Couto, da Clínica Tukan. Também é possível checar informações nas páginas das secretarias do Meio Ambiente de cada estado do Brasil. O Ibama possui, por exemplo, o cadastro dos criadouros legais. Por isso, vale a pena checar as informações antes de efetuar a compra; basta informar o CNPJ do estabelecimento.

“Em bons criadouros, geralmente, as aves devem estar alertas e ativas, com penas bonitas.  Na hora de comprar, a idade ideal é a do desmame, ou seja, quando a ave não estiver mais comendo papinha, que é a fase onde mais problemas podem surgir”. Uma vez em seu novo ambiente, ofereça ao animal rações extrusadas de boa qualidade. “São os alimentos mais apropriados pois são balanceados, e possuem todo os ingredientes necessários ao animal”.

Para a veterinária, outra atividade que merece atenção é a doação de animais. “Não aceite o ‘papagaio do vizinho’, sem saber a procedência, pois, caso seja uma ave adquirida ilegalmente, você estará cometendo crime ambiental e pode responder a um processo”. Animais nessas condições devem ser entregues voluntariamente para os órgãos habilitados. Caso a situação do animal seja regular, é feita a transferência de posse por meio de um documento em cartório.

Apenas mais um cuidado é necessário: ter tempo e disponibilidade, já que alguns desses pets têm uma expectativa de vida muito maior do que a de um cão, por exemplo. “Tive um paciente-ave de 63 anos, mais velho do que muita gente”, relata Erica. Calopsitas, por exemplo, vivem em média 12 anos. Jandaias, 20 anos. Papagaios e araras podem viver de 60 a 80 anos. Sem exagero, são amigos para a vida toda!

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.