Portal Melhores Amigos | O Yorkshire: fofo, pequenino e cheio de energia!
753
single,single-post,postid-753,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive
yorkshire_capa

18 ago O Yorkshire: fofo, pequenino e cheio de energia!

Caso você conheça alguém que ama cães e não sorri quando avista um Yorkshire passeando pelas ruas, dando 358 passos por segundo com aquelas patinhas pequeninas e peludas, ligue para a emergência porque esta pessoa não está bem.

O Yorkshire Terrier, também conhecido como Yorkie, é uma raça de porte pequeno que possui uma pelagem longa e sedosa com uma coloração azul aço escuro e castanho dourado – as cores dos pelos mudam do cão filhote para o adulto. Está entre as raças mais populares do mundo e suas origens são lá da Grã-Bretanha.

“De uma maneira geral, o Yorkshire é um cachorro ativo por fazer parte do grupo dos terrier. Apesar do tamanho, do mini ao tradicional, ao contrário do que as pessoas pensam, é um cão que gosta muito de brincar e ter atividade”, conta Carolina Fraga, adestradora da equipe Cão Cidadão, empresa especializada em adestramento em domicílio e em consultas de comportamento animal, situada em São Paulo.

É bom já ir avisando para não confundir os Yorkies com cãezinhos totalmente de companhia que irão ficar deitados no seu colo o tempo todo. “Pela tosa e aparência toda lindinha, as pessoas o confundem um pouco com aquele cachorro 100% de companhia, o que não é verdade. O terrier é um cachorro de trabalho, que foi desenvolvido pra caçar pequenos roedores, ou seja, ele é um cachorro que precisa de atividade”, ressalta a adestradora.

Você pode tosa-lo, pentea-lo e enfeita-lo de acordo com sua preferência, porém, não prive seu “yorkinho” de atividade. “As raças que foram designadas para trabalho, como os terriers, são raças que se entediam se ficam sem atividade. Então a gente precisa prover atividade e movimento pros Yorkies”, enfatiza Carolina.

Fique atento à troca da dentição do seu Yorkshire, pois é nesta fase que eles costumam se transformar em verdadeiros roedores. “Novamente, apesar do tamanho, é um cão que tem potencial para destruir a casa. Dependendo da idade, eles podem apresentar o comportamento de roer coisas. Nos filhotes, existe a troca de dentes e nesta fase eles podem manifestar esta questão da roedura de forma bem acentuada. Então, sempre deixe ossinhos e brinquedos duros à disposição para que eles possam direcionar essas mordeduras/roeduras”, orienta a adestradora.

E aí, que tal um Yorkie como melhor amigo?

1
2
3
4
5

 

Por: Paula Soncela
Nenhum Comentário

Postar um comentário