Portal Melhores Amigos | Vários fatores pode causar insuficiência renal em gatos
4466
single,single-post,postid-4466,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Vários fatores pode causar insuficiência renal em gatos

17_Mar

06 mar Vários fatores pode causar insuficiência renal em gatos

A insufiência renal é uma doença muito frequente em felinos, causando consequências extremamente complicadas. Quem alerta é o médico veterinário Leonardo Giovanetti Neto, da Med Center Pet Barueri, na Região Metropolitana de São Paulo. Segundo o veterinário, inúmeros fatores estão envolvidos na ocorrência da patologia nos gatos.
“Basicamente a insuficiência renal ocorre pela perda de capacidade do rim de excretar a ureia do sangue e que quando esse elemento está presente gera inúmeros problemas”, explica. “Os sintomas mais frequentes são: vômitos mesmo sem ingestão de alimentos, perda de apetite, apatia, desidratação severa mesmo com boa ingestão de água, odor urêmico (parecido com o cheiro de urina) presentes na boca do animal”.

 

A insufiência renal é classificada em dois tipos: a aguda e crônica. E o diagnóstico, de acordo com Giovanetti, “é muito claro aos olhos do clinico que se baseiam nos sintomas. “Também levamos em consideração a idade do animal, esses sintomas são complementados por exames bioquímicos de sangue como uréia e creatinina que aumentam sensivelmente com a progressão da doença”, explica. “Vale lembrar que a insuficiencia renal só se manifesta sintomaticamente após perda de atividade renal de 70%”.

 

Alguns  fatores, segundo o verterinário, contribuem para a ocorrência da doença.
1 – Alimentação: é fundamental uma alimentação bem equilibrada e principalmente em proteínas, que se forem ingeridas em excesso podem danificar os túbulos renais e glomêrulos causando a perda de atividade dos rins. “Portanto, restrinja alimentações extremamente protéicas ao seu pet para que não haja problemas futuramente”;

 

2 – Processos infecciosos ininterruptos: todo quadro infeccioso quando muito prolongado e não tratado adequadamente pode levar a perda de atividade renal. “Como exemplo, temos infecções prolongadas de pele, animais com presença marcante de tártaro dentário, piometra (infecção aguda do útero por desequilíbrio hormonal) que apesar de ser um quadro agudo também pode interferir no bom funcionamento do rim”.
3 – Hipertensão arterial: todo animal hipertenso é um sério candidato a desenvolver insuficiência renal devido a constrição dos vasos sanguíneos, diminuindo o fluxo de sangue em veias que irrigam o rim e prejudicando o seu bom funcionamento.

 

4 – Processos obstrutivos urinários: é muito comum gatos machos apresentarem obstrução uretral por cálculos ou micro cálculos, impedindo o fluxo urinário provocando um aumento de volume de urina na bexiga impedindo que metabólitos nitrogenados sejam excretados de forma satisfatória, processo chamado de uremia pós renal.
Giovanetti diz ainda que o tratamento se baseia em fluidoterapia intensa, controle de pressão arterial através de administração de anti-hipertensivo e restrição quase que total de proteínas. “Alguns profissionais utilizam o recurso mais moderno de células tronco na obtenção de possíveis soluções para esse problema”, lembra.

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.