Portal Melhores Amigos | Twister: o seu ratinho de estimação
rato twister, ratazana doméstica, rato mecol
1213
single,single-post,postid-1213,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Twister: o seu ratinho de estimação

twister_mecol_ratazana

18 jan Twister: o seu ratinho de estimação

Inteligente e bastante ativo, um ratinho pode ser uma opção interessante para quem mora em locais com pouco espaço. A origem do Twister, Mecol, ou Ratazana Doméstica é a mesma do Rato-Marrom comum (Rattus norvegicus). Este roedor, porém, tornou-se mais dócil e adaptado ao convívio com humanos por meio de seleção genética e é um ótimo animal de estimação.

O Twister vive, em média, de três anos e meio a quatro anos, e pode chegar a até 600 gramas e 20 cm. Se você imagina que o rato pode ser um animal agressivo, pense no oposto. Eles são muito dóceis. De acordo com o veterinário Alessandro Bijjeni, especialista em animais exóticos, há até quem coloque seu rato de estimação para brincar com cachorros, mas sempre com supervisão. “Mesmo depois de adultos, costuma haver uma boa adaptação entre o rato e outros de diferentes espécies. A convivência é muito relativa, vai do costume, do temperamento do Twister e também do possível companheiro”.

Como o custo do animal é baixo e a manutenção é simples, é mesmo ideal que seu ratinho tenha pelo menos um companheiro na gaiola, já que se trata um animal sociável e acostumado a viver em grupos. Outro ponto a ser observado é que esse tipo de animal, assim como outros roedores, procria bastante. Portanto, ao comprar uma dupla, certifique-se de que não está levando macho e fêmea. Um único casal pode gerar centenas de filhotes! E a gente não quer isso, né?

“É importante lembrar que a tendência em cativeiro é a engorda, então precisam de atividade. Rodinha, recinto grande e soltura frequente são importantes. Mas preste atenção na alimentação, já que eles se alimentam de qualquer coisa que estiver disponível. Portanto, evite alimentos humanos, como pão, borda de pizza, bolo etc. Eles irão adorar, mas não fará bem à saúde. É necessário criar um cardápio variado e balanceado, composto por ração de qualidade para ratos, legumes, verduras, grãos naturais e também frutas”, alerta Bijjeni.

Mas, se atividades fora da gaiola são importantes, manter seu rato solto o tempo todo também não é recomendável. “Nenhum animal desta espécie deve viver solto. É obrigatório o uso de um recinto definitivo, onde fique água e comida, e que também seja seu local de abrigo e necessidades fisiológicas. É fato que o animal pode ser solto com frequência, mas sempre sob supervisão”.

Apesar do tamanho, nunca se esqueça de que eles são animais muito inteligentes e vão querer investigar cada cantinho da casa. Fique de olho nos seus bichinhos e tenha consciência de que, como roedores, irão procurar gastar os dentes em couro, tecido, e até fiação, se forem deixados a esmo pela casa. Olho vivo!

Segundo o especialista, de maneira geral, as ratazanas são animais muito dóceis, tanto o macho quanto a fêmea, e podem interagir tranquilamente com crianças, tomando cuidado somente com aquelas mais novas que ainda não sabem tratar um animal tão pequeno com delicadeza. “A partir dos seis ou sete anos de idade da criança, o Twister já é um ótimo pet”, frisa.

Então, que tal arrumar um Twister para ser novo companheirinho?

 

 

Por: André Spera
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.