Portal Melhores Amigos | Tartarugas d’água: conheça os hábitos e cuidados com esses pets
2925
single,single-post,postid-2925,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Tartarugas d’água: conheça os hábitos e cuidados com esses pets

tigre d'agua_DOMINIO-PUBLICO

12 jun Tartarugas d’água: conheça os hábitos e cuidados com esses pets

Os cágados são animais aquáticos, portanto permanecem a maior parte do tempo na água e, por isso, precisam de espaço adequado tanto na água quanto na área seca

Muito procuradas pela sua beleza, as tartarugas Tigre D’água – também conhecidas como tartarugas d’água – estão cada vez mais nas casas brasileiras como pets. Apesar de conhecidos como tartarugas, esses pequenos répteis aquáticos são na verdade cágados, já que o nome tartaruga refere-se a espécies marinhas e a Tigre D’água vive na água doce.

Com seu nome esclarecido, vamos conhecer mais sobre o cágado Tigre D’água (Trachemys dorbigni). Como todos os répteis, o animal exige cuidados ao ser adquirido: deve vir de um criador autorizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), sendo obtido com nota fiscal e microchip. Veja mais informações sobre como adquirir seu pet legalmente aqui.

O Dr. Gabriel da Silva Seabra, médico-veterinário especialista em animais silvestres e diretor clínico veterinário da Zoovet, ressalta a necessidade de levar o bichinho para casa com o terrário correto. “É muito importante levar em consideração que este animal cresce. Ao adquirimos, ele vem muito pequeno (aproximadamente 5 cm), porém pode chegar a 30 cm e, diante disso, exige espaço em um terrário adequado”, explica.

Os cágados são animais aquáticos, portanto permanecem a maior parte do tempo na água e, por isso, precisam de espaço adequado tanto na água quanto na área seca. Como os demais répteis, esses pets têm sangue frio, o que pede atenção especial para sua temperatura. O terrário precisa ter fácil acesso à área seca, pois é lá que ele vai para se secar com o calor do sol, controlando sua temperatura corpórea para manter seu metabolismo. Em épocas de frio, também é importante aquecer a água para o seu bichinho.

O médico ressalta ainda outros cuidados a serem tomados: “É importante ter um bom filtro para manter a água limpa, porém a troca total da água deve ser feita periodicamente. Nesse caso, é necessário utilizar produtos que controlam os níveis de metais pesados encontrados na água de torneira”, coloca.

O tigre d’água é uma espécie onívora, que se alimenta de animais e vegetais. Portanto, uma dieta à base de ração peletizada, frutas e legumes é necessária para prevenir doenças. “Fornecer peixe também é uma opção interessante, pois além de ser um alimento completo, provê enriquecimento ambiental, proporcionando qualidade de vida ao animal”, indica.

Para ter certeza de que o seu cágado está tranquilo e seguro, é importante mantê-lo sempre dentro do terrário, onde ele não está exposto a quedas e ataques de outros animais, entre  outros traumas. Mesmo com todos os cuidados, é importante visitar regularmente um veterinário especializado em animais silvestres e exóticos, para que sejam diagnosticadas quaisquer doenças rapidamente, proporcionando assim maior qualidade de vida ao animal.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.