Portal Melhores Amigos | Seu cãozinho fica muito tempo sozinho? Então dê uma olhada nestas dicas
4366
single,single-post,postid-4366,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Seu cãozinho fica muito tempo sozinho? Então dê uma olhada nestas dicas

10_dez

04 dez Seu cãozinho fica muito tempo sozinho? Então dê uma olhada nestas dicas

No mundo ideal dos cães, eles não passariam nem sequer um minuto sozinhos.

Esse mundo, porém, não existe. Infelizmente! Na maioria dos lares, é comum que esses pets fiquem algum tempo sem companhia, pois seus tutores precisam estudar, trabalhar e se divertir – cães ainda não são bem-vindos em cinemas, por exemplo.

Como conciliar, então, um cãozinho dentro de casa e uma vida fora?

Pois bem, o Portal Melhores Amigos tem um série de recomendações para dar. De toda forma, fica o alerta: antes de decidir adotar um cão, você precisa pensar se terá tempo suficiente para dedicar a ele. Por mais independente que um ou outro seja, todos precisam de muita atenção e carinho!

Vamos às dicas?

Limites

Na Suécia, o próprio governo recomenda que cachorros não fiquem sozinhos por mais de seis horas. No Brasil, não há regra parecida, mas você deve ficar atento. Quanto tempo seu cão consegue ficar sozinho sem se estressar e destruir todo o apartamento?

Se você costuma ficar o dia inteiro fora, a trabalho, há alternativas. Você pode procurar uma creche, contratar um passeador ou mesmo pedir ajuda para um vizinho ou parente.

Treinamento e adequação

Vá habituando seu cachorrinho a ficar sozinho aos poucos, aumentando gradativamente o período de ausência. Outra dica é associar esse período a algo bom, entregando-lhe um ossinho ou um petisco.

Por fim, quando retornar, evite fazer aquela festa! É lógica que o cãozinho ficará muito feliz com o seu retorno – e você também – mas tente controlar o entusiasmo.

“É melhor esperar um pouco para lhe dar atenção”, afirma a médica veterinária Mayara Ramos da Silva. “Isso reduz a ansiedade, especialmente para cães que ficam muitas horas sem companhia”.

Passeios

Antes de sair de casa, passeie e brinque com seu cão! O tempo juntos o deixará menos ansioso para seu retorno

“Mesmo que o cachorro tenha um quintal pra brincar é importante que ele passeie também”, diz Mayara. “Tente cansá-lo bastante antes de sair de casa. Assim, o pet ficará descansando boa parte da sua ausência”.

Enriquecimento e limpeza do ambiente

Em outras palavras, brinquedos e mais brinquedos! Além daqueles de praxe, como bolinhas e pelúcias, existem brinquedos interativos, como os que liberam petiscos à medida que o cãozinho movimenta peças os chacoalha um objeto (Kong).

Ah, alguns cachorros se acalmam com músicas ou vídeos. Vale a pena fazer o teste!

“Se possível, principalmente se você viver em apartamento, ensine seu cão a fazer as necessidades fora de casa”, recomenda Mayara. “Dessa forma, o ambiente fica limpo e se elimina a possibilidade de coprofagia (quando o pet ingere as próprias fezes)”.

Que tal mais um pet?

Pense com muito cuidado nessa solução. Se ter um pet já exige algum tempo, determinado dinheiro e muita responsabilidade, imagina dois!

Dito isso, será que seu cãozinho não adoraria ter um irmão? Muitos se dão bem com gatos inclusive! Sé se certifique que a convivência entre ambos é saudável antes de deixá-los sozinhos.

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.