Portal Melhores Amigos | Seu cachorro late quando você sai? Veja como ajudá-lo!
2907
single,single-post,postid-2907,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Seu cachorro late quando você sai? Veja como ajudá-lo!

cachorro-latido_DOMINIO-PUBLICO

08 jun Seu cachorro late quando você sai? Veja como ajudá-lo!

Uma das ações a se tomar é passear com seu pet para que ele se canse, gaste energia e, ao mesmo tempo, socialize.

É só você sair de casa que o seu cão começa a latir, o que muitas vezes dura a tarde toda e leva até a reclamações dos vizinhos. Esse é o problema enfrentado pelos donos de cachorro que sofrem de ansiedade de separação, situação em que o animal não consegue ficar sem ninguém em casa e começa a latir, desesperado para não ficar sozinho. Mas não se preocupe: existem algumas ações que você pode tomar para deixar seu pet mais tranquilo quando você sai de casa.

A adestradora Renata Ragazini, da empresa Cão Passeador, ressalta que muitas vezes o próprio dono tem uma postura que gera ansiedade no cachorro. “Quando se faz muito drama ao sair, ao despedir-se do animal, estamos colocando toda nossa insegurança no cachorro. Assim, quando ele se vê sozinho, começa a latir desesperadamente”, explica.

Um dos passos, portanto, é não alimentar a insegurança canina. O dono deve apenas sair, sem ficar se despedindo do cachorro. Da mesma forma, ao chegar a casa, o tutor não deve fazer festa para o cãozinho. “Se você chega e ele está latindo e você faz festa, você esta recompensando esse comportamento, incentivando-o a continuar latindo”.  Assim, o melhor a fazer é esperar o animal se acalmar, e, quando ele estiver tranquilo, sem latir, dar toda a atenção que ele merece e fazer carinho no bicho.

Outra causa de ansiedade é quando o cachorro percebe e antecipa o momento da saída do dono, e já começa a latir quando ele está pegando a chave ou colocando o sapato. O animal percebe esses indícios e já se vê sozinho. A comportamentalista sugere fazer sua rotina de se preparar para sair e então sentar para ver televisão em casa. A ação quebra a antecipação do cachorro pela sua saída e o deixa confuso sobre esse momento, que, com o tempo, passa a ser algo mais natural para ele.

Uma questão chave nesse comportamento é a falta de exercício. Quando o animal não tem o que fazer, não gastou energia e não tem enriquecimento ambiental dentro de casa, ele muitas vezes opta pelo latido. “É muito importante oferecer exercício físico, passear para cansar, para gastar energia e socializar. Assim, quando você sair, ele já vai estar cansado, e vai dormir e relaxar”, conta. Outra sugestão é deixar para o bicho brinquedos interativos, como os que soltam ração, assim o pet fica ocupado conseguindo sua própria comida em vez de querer latir.

Outro comportamento que contribui para a ansiedade canina é o cachorro que segue seu dono o tempo todo em casa. Nesse caso, é interessante ensinar o comando “fica”, para que o cão deixe de seguir o tutor, ensinando o animal a ficar parado enquanto o dono consegue sair da sala e voltar, através de recompensas.

A adestradora reforça que a ansiedade de separação é um conjunto de todos esses comportamentos e, portanto, são as diferentes ações do dono que conseguirão diminuir a ansiedade no seu pet.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.