Portal Melhores Amigos | Saiba tudo sobre hamster grávida
4815
single,single-post,postid-4815,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Saiba tudo sobre hamster grávida

09_Fev

27 jan Saiba tudo sobre hamster grávida

Você é um tutor de hamsters principiante e deseja ter um casalzinho vivendo em conjunto? Se este for o seu caso, é bom saber: as fêmeas atingem o período de fertilidade muito cedo, já pelos dois meses de idade. Também podem entrar no cio semanalmente. Isso mesmo: os nossos amigos roedores têm uma tendência enorme a se reproduzir!

 

Quais cuidados nós devemos tomar para garantir a melhor gestação possível para a hamster grávida? Para esclarecer as principais dúvidas dos tutores, Melhores Amigos conversou com Guilherme Henrique Fernandes, médico veterinário especializado em atendimento de animais exóticos da Wildvet Clínica Veterinária, de São Paulo.

 

Como identificar que uma hamster fêmea está grávida? Quais os sinais?

Como nossos amigos roedores adoram se reproduzir, a gestação de hamster é muito comum no dia a dia. Por serem pequenininhos, todos os seus ciclos são muito rápidos, inclusive o período gestacional. Quem convive com roedores sabe que eles são naturalmente fofos, e notar o ganho de peso pode ser difícil.

 

Um dos principais sinais a serem observados é um ligeiro aumento na circunferência do abdômen. No entanto, esse sinal aparece geralmente apenas na última semana da gestação. O comportamento das fêmeas gestantes próximas ao parto também pode se alterar. Geralmente elas tendem a ficar mais inquietas e podem apresentar sangramento vaginal, que cessa logo após o parto.

 

Hamsters são mamíferos. Assim, durante a gestação, eles também se preparam para amamentar. Por isso, os mamilos tendem a ficar mais à mostra quando as fêmeas estão próximas de dar à luz.

 

O ideal, em casos de dúvidas, é sempre buscar o atendimento de um médico veterinário especializado em animais exóticos, para esclarecer todas as dúvidas sobre seu animalzinho.

 

Quanto tempo dura a gestação? E qual é o número habitual de filhotes?

A gestação é rápida. Ela dura entre 16 a 22 dias, de acordo com a espécie. O número de filhotes costuma ser de cinco a nove crias, que nascem com ambos os olhos fechados e sem pelos pelo corpo. Os hamsters nascem muito pequenos e frágeis. Por isso, por mais que eles sejam muito fofos, é importante não os tocarmos ou pegarmos.

 

Quais cuidados os tutores devem tomar durante a gestação, durante o parto e após o nascimento dos filhotes?

No período gestacional é necessário fornecer material para construção do ninho. Uma boa opção é o papel toalha picado, que, além de servir como enriquecimento ambiental, é uma opção segura para ser utilizada, além de ajudar as hamsters a se sentirem seguras, reduzindo as chances de as novas mães abandonarem ou até comerem seus filhotes.

 

É aconselhável que fêmeas próximas ao parto não sejam manuseadas, pois são extremamente irritadiças e o manuseio pode levar ao canibalismo ou à asfixia dos filhotes que são ‘escondidos’ nas bolsas guturais.

 

Outro fator de suma importância é que a gaiola seja mantida em local tranquilo. A higiene deve ser feita com cuidado, evitando ao máximo manipular os filhotes. Esses cuidados devem ser tomados até o desmame, caso contrário a mãe pode rejeitar ou realizar canibalismo com os filhotes.

 

Canibalismo? Por que isso acontece e como evitar o comportamento?

O canibalismo acontece com frequência em períodos pós-parto. Geralmente o estresse é um grande motivador desse fenômeno. Mães e filhotes não devem ser perturbados por pelo menos dez dias após o nascimento, especialmente se a mãe nunca deu à luz antes, uma vez que ela pode matar as crias se sentir que não consegue protegê-las. Como forma de prevenção, além de reduzir a interação com os filhotes, o ideal é manter a gaiola em um local tranquilo, onde haja pouco barulho.

 

É possível a esterilização de hamsters? O procedimento é indicado?

A castração de roedores, de ambos os sexos, é um procedimento cirúrgico de suma importância para o bem-estar desses animais. Através dessa cirurgia, nós evitamos ou diminuímos a ocorrência de doenças indesejadas, como infecções uterinas, cistos ovarianos, tumores de mama ou de testículos, assim como reprodução indesejada ou mesmo agressividade. Como consequência, temos roedores com mais saúde e maior longevidade. Contudo, antes de realizar o procedimento, é necessário que seu animalzinho passe por uma avaliação com um médico veterinário especializado.

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.