Portal Melhores Amigos | Cão albino e os principais cuidados com estes pets especiais
Um cão é considerado albino quando seu organismo não produz uma quantidade adequada de melanina, pigmento responsável pela coloração dos tecidos e proteção contra raios solares.
1621
single,single-post,postid-1621,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Cão albino e os principais cuidados com estes pets especiais

cachorro albino branco

06 jun Cão albino e os principais cuidados com estes pets especiais

Um cão é considerado albino quando seu organismo não produz uma quantidade adequada de melanina, pigmento responsável pela coloração dos tecidos e proteção contra raios solares.

Isto significa que animais que apresentam albinismo possuem uma rara condição genética (e congênita) em que a pigmentação da pele, pelos e olhos é completamente ausente.

Como diferenciar um cachorro branco de um albino

Para avaliar se um animal é albino ou não, sem utilização de testes genéticos, observa-se a cor de sua pele, focinho e olhos. Estas áreas apresentam uma tonalidade rosada que, na verdade, é resultado do fluxo sanguíneo difundido atrás delas – ou seja, é como se enxergássemos através destas superfícies. Este suposto rosa tem uma aparência desbotada e translúcida.

Um cão com a pelagem da cor da neve que apresenta uma corzinha preta ou até mesmo avermelhada nestas três regiões não é necessariamente um cão albino. Este pode ser apenas um cachorro branco que produziu em seu organismo a tonalidade branca de sua pele e pelinhos, ou, ser um animal que apresente outra forma da doença.

Como assim?

Existe a versão tipo 1 do albinismo, classificada como Tirosinase Negativo, quando não existe qualquer traço desta enzima envolvida na produção da melanina. Já no tipo 2, chamado de Tirosinase Positivo, o cão pode apresentar uma certa pigmentação, ainda que em uma proporção muito mais baixa do que um animal não albino.

Como cuidar de um cão albino

Os cãezinhos albinos merecem uma atenção maior em relação à exposição aos raios solares e cuidados com os olhos, pele e pelos, já que são muito mais propensos a desenvolver doenças nestes órgãos e tecidos, incluindo alguns tipos de câncer.

Por este motivo, um pet albino deve sempre passear nas horas mais frescas do dia, bem de manhãzinha ou no final da tarde – noites e madrugadas estão mais que liberadas.

Mesmo que o sol não esteja raiando no céu, é imprescindível “blindar” o cão com protetor solar, uma roupinha apropriada e óculos escuros – tudo feito especificamente para nossos amigos caninos e vendido em lojas especializadas.

Também é muito comum que cães albinos apresentem um quadro de surdez, já que existe um processo de degeneração das terminações nervosas do canal auditivo, causado pela falta de pigmentação na pele.

Por isso, se você suspeita que seu companheiro de quatro patas seja albino, sempre é indicado fazer um teste genético e um check-up veterinário das condições sensoriais do bichinho e prover tudo o que ele precisa para viver numa boa.

 

 

 

Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.