Portal Melhores Amigos | Reprodução das aves: quais os cuidados que o tutor deve ter?
629
single,single-post,postid-629,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Reprodução das aves: quais os cuidados que o tutor deve ter?

aves_reproducao

22 jul Reprodução das aves: quais os cuidados que o tutor deve ter?

Quando se tem aves como pets, o processo de reprodução das espécies tem um protocolo um tanto diferente dos mamíferos. Mesmo que você não tenha a intenção de gerar novas avezinhas, vale se inteirar no assunto para saber como lidar com situações inesperadas.

Primeiro de tudo, não devemos usar o termo gestação para aves. “Não chamamos o período reprodutivo de gestação. Costumamos chamá-lo de época de postura ou reprodução, pois, na ave, diferentemente de mamíferos, não há o desenvolvimento do feto no útero, e sim a incubação de ovos no ninho”, explica Yamê Miniero Davies, médica veterinária especializada em animais silvestres, da empresa de consultoria veterinária VetWings, de São Paulo.

A boa manutenção do lar dos animais é um fator crucial para que eles se reproduzam. “O ambiente adequado é essencial para o sucesso da reprodução das aves e deve ser livre de correntes de ar, bem higienizado e desinfetado com produtos que não sejam nocivos aos animais (evitar produtos com odor forte). A gaiola deve ter um tamanho proporcional a duas vezes a abertura das asas da ave e ser mantida em um local reservado a fim de evitar o estresse durante a reprodução”, orienta Natalia Philadelpho Azevedo, médica veterinária especialista em animais silvestres, membro da equipe VetWings.

Segundo Dra. Natalia, “a maioria das espécies de aves criadas em cativeiro se reproduz nos períodos de primavera/verão, porém alguns indivíduos podem botar ovos durante o ano todo, dependendo do estímulo reprodutivo. Estes estímulos podem ser a incidência de luz no ambiente, presença de macho junto com a fêmea e a presença de ninho na gaiola”, descreve a médica veterinária.

Além da manutenção da gaiola, o proprietário deve ter alguns cuidados especiais com o ninho também. “É necessário oferecer um ninho e substrato adequados de acordo com a espécie para que a ave construa o melhor local para botar seus ovos. A alimentação durante este período deve ser reforçada com o uso de farinhadas, vitaminas e cálcio, pois o desgaste energético da postura de ovos é maior. É fundamental que o macho esteja bem nutrido e saudável para garantir a fecundação dos ovos”, aponta Marta Brito Guimarães, médica veterinária especialista em animais silvestres, também integrante da VetWings.

Contudo, existem algumas situações em que você deve evitar a reprodução das suas aves com todas as forças. “A reprodução da ave não é indicada quando houver parentesco entre elas, podendo acarretar em filhotes mal formados”, esclarece Dra. Marta.

De acordo com a médica veterinária, “é importante o exame clínico da ave antes de submetê-la à reprodução, já que algumas doenças podem interferir diretamente no ciclo reprodutivo. A nutrição deve ser avaliada, pois uma ave com uma dieta precária e de baixa qualidade pode ter dificuldades na postura, além de gerar filhotes desnutridos ou com más formações. Algumas aves com deformidades na pelve podem apresentar retenção de ovo, devido o estreitamento desta região”, alerta a especialista.

 

 

 

Por: Paula Soncela
Nenhum Comentário

Postar um comentário