Portal Melhores Amigos | Qualquer pessoa pode ter um Ferret? Descubra.
61
single,single-post,postid-61,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive
1303_pequenos_pso_destaque

13 mar Qualquer pessoa pode ter um Ferret? Descubra.

Quem nunca olhou para aquelas carinhas lindas e ficou com vontade de afagar um Ferret? Pois bem, para você que se questiona sobre ter ou não ter uma destas fofuras, seguem dicas importantes.

Primeiro de tudo, Ferret e furão não são a mesma coisa. “Furão é uma espécie nacional, silvestre e selvagem. O Ferret é um animal exótico, importado e doméstico, muito manso, criado para o propósito de animal de estimação”, explica José Manuel Pedreira Mouriño, médico veterinário do centro veterinário Pet Place, em São Paulo, especializado em pets não convencionais.

E qualquer um pode ter um Ferret? Sim. Se a família estiver disposta a arcar com as despesas de manter um animal exótico de estimação, ela está apta a criar um Ferret. “Eles são animais muito dóceis e não fazem barulho. Vivem bem em gaiolas ou soltos, e se acostumam com outros animais”, descreve Mouriño.

Segundo o especialista, a única ressalva é que eles costumam ser bastante resistentes às brincadeiras com crianças. “Mesmo assim, são recomendados para crianças acima de cinco anos de idade”.

Se você acabou de decidir ter um Ferret, primeiramente, deve “sempre comprar em lojas especializadas e procurar imediatamente um veterinário especialista para orientações e cuidados veterinários. Só existe uma espécie de Ferret que é usada como animal de estimação, o Mustela putorius furo. Os outros animais semelhantes precisam passar por processo de domesticação”, orienta Mouriño.

Ainda de acordo com o especialista, “os Ferrets precisam de ração específica para a espécie e água sempre disponível. Como são animais pequenos, deve-se ter cuidado para não machucá-los ou deixá-los escapar, e vaciná-los anualmente, como fazemos com cães e gatos”.

 

 

Por: Paula Soncela
Nenhum Comentário

Postar um comentário