Portal Melhores Amigos | Qual é o brinquedo ideal para cada fase do seu cãozinho?
4127
single,single-post,postid-4127,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Qual é o brinquedo ideal para cada fase do seu cãozinho?

Post_portalmelhoresamigos_3

29 abr Qual é o brinquedo ideal para cada fase do seu cãozinho?

Nós tomamos diversos cuidados na hora de escolher um brinquedo para uma criança. Não é à toa, por exemplo, que o próprio Inmetro indica os produtos adequados para cada faixa etária.

Pois saiba que com nossos cãezinhos devemos ter semelhante cautela. Acredite: brincadeira é coisa séria. Ela faz parte das necessidades básicas de um cão e, além de ajudar em seu desenvolvimento físico e mental, o torna mais feliz e satisfeito.

“A brincadeira é uma forma de o cão explorar seus limites, desenvolver capacidades e elaborar estratégias para se superar perante uma dificuldade”, afirma a médica veterinária Tatiane Gomes Fernandes. “É um momento de interação e socialização, seja com o tutor, seja com outro pet. Aumenta o canal de comunicação entre eles e aprofunda a relação”.

Para selecionar um brinquedo, a especialista faz algumas recomendações de acordo com a fase da vida do cãozinho:

  • Filhotes: Como eles gostam de roer, brinquedos de borracha são excelentes – desde que sejam macios, por conta da troca dos dentes, e resistentes, para não serem destruídos e ingeridos. Bolinhas também são ótimas opções, pois filhotes têm o estimulo da perseguição.
  • Adultos: O ideal é fornecer brinquedos mais resistentes, duros, pois a troca da dentição já aconteceu. A bolinha, novamente, é bastante recomendada.
  • Idosos: Cães mais maduros podem brincar com brinquedos de pelúcia, pois nessa fase a sensibilidade dos dentes é maior.

Além da atenção à idade do cão, e ao material e à função do brinquedo, o tamanho do produto também faz toda a diferença.

“Cada cão tem uma conformação anatômica, portanto, cuidado com objetos que podem ser engolidos ou obstruir a sua garganta”, alerta Tatiane. “E, se o brinquedo começar a se romper, retire e descarte. Assim, evitamos ingestão de partes e possíveis complicações”.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.