Portal Melhores Amigos | Quais animais de estimação podem desenvolver pneumonia?
A pneumonia é uma inflamação que pode ou não ser causada por uma infecção nos pulmões, esta provocada por bactérias, vírus ou fungos, ou até mesmo por substâncias químicas ou pequenos materiais estranhos ao corpo. Por isso, diversos animais podem desenvolver quadros de pneumonia.
1568
single,single-post,postid-1568,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Quais animais de estimação podem desenvolver pneumonia?

cachorrodoente

17 mai Quais animais de estimação podem desenvolver pneumonia?

Explicada da maneira mais simples possível, a pneumonia em humanos e em outros animais é uma inflamação que pode ou não ser causada por uma infecção nos pulmões, esta provocada por bactérias, vírus ou fungos, ou até mesmo por substâncias químicas ou pequenos materiais estranhos ao corpo. Por isso, diversos animais podem desenvolver quadros de pneumonia.

Nos gatos e cães, a maior parte das pneumonias é do tipo aspiração e infecciosa. A pneumonia por aspiração é quando o animal aspira material estranho, como esporos vegetais ou pequenos pedaços de material sintético (plástico, por exemplo), para dentro de seus pulmões. Os sintomas mais comuns são a dificuldade ao respirar, aceleração do batimento cardíaco, fluido nasal esverdeado ou amarelado e febre.

Entretanto, a pneumonia pode decorrer de outras doenças, entre elas, a Tosse dos Canis, nome popular da Traqueobronquite Infecciosa Canina. Esta enfermidade pode ser desenvolvida em cães de todas as idades, e também em seres humanos – ou seja, é uma zoonose. Grandes aglomerações de animais no mesmo espaço propiciam maior chance de contato. A cinomose também é considerada uma doença que pode levar a quadros de pneumonia em cães. Já em gatos, casos de Peritonite Infecciosa Felina (PIF) também podem levar a inflamações do tecido pulmonar.

Quanto às aves, uma das infecções mais comuns a atingir o trato respiratório é aquela causada pela Chlamydia psittaci. Esta bactéria provoca psitacose quando é transmitida a papagaios e ornitose quando em outras aves. Vale dizer que ela também pode atingir o ser humano. A doença pode se manifestar por meio de fluido nasal, ocular e diarreia, mas há casos em que não há sintoma aparente. Os pássaros podem contrair a bactéria pelo sistema respiratório ou pela cavidade oral, principalmente quando a matéria fecal foi disseminada no ar e quando entram em contato com fluidos nasais de outros pássaros portadores da bactéria.

Outros agentes causadores de pneumonias em aves são: o vírus da gripe aviária; bactérias como a Escherichia coli; fungos como o Aspergillus, Candida ou Cryptococcus; parasitas e elementos alergênicos, como a presença de fumaça de tabaco.

Em répteis, principalmente Quelônios, quadros de pneumonia podem estar associados à falta de vitamina A, infecções estomacais, parasitas pulmonares, entre outros. Os donos de tartarugas devem ficar atentos quando o animal parecer “inclinado” para um dos lados ao mergulhar. Ao ser preenchido com líquidos provenientes de lesões (exsudato), o pulmão não consegue encher-se completamente de ar, comprometendo o nado do animal.

Com tudo isso, fica claro que cuidar bem do seu animal de estimação, estar atento ao seu comportamento, mantê-lo alimentado e em um local com boas condições de higiene, são parte da rotina de um bom tutor. Uma rotina saudável é fundamental para a saúde não somente dele, mas de todos que convivem com o seu pet. Fique ligado!

 

André Spera
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.