Portal Melhores Amigos | Por que os gatos trazem animais mortos para dentro de casa?
3924
single,single-post,postid-3924,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Por que os gatos trazem animais mortos para dentro de casa?

Post_portalmelhoresamigos_8

13 dez Por que os gatos trazem animais mortos para dentro de casa?

Não é raro os tutores de gatos encontrarem o resultado da caça desses animais dentro de casa, como se eles estivessem oferecendo aos donos o resultado de uma incursão na mata selvagem.

 

Alguns podem achar engraçado, outros simplesmente desagradável – afinal de contas, ele tem ração de qualidade, fresquinha e disponível todos os dias. Por que ele anda caçando?

 

A resposta pode ser resumida em dois pontos importantes para você compreender melhor o seu amigo felino e oferecer um cotidiano mais enriquecido para ele. “Cada animal é único, então não há dúvidas de que a personalidade de cada um vai transparecer um instinto de caça mais ou menos forte – explica o médico-veterinário Carlos David Castro – mas todos irão em algum momento tentar caçar alguma coisa, pois faz parte do que compõe um gato”.

 

“Os cães foram domesticados entre 27 mil e 40 mil anos atrás. Os gatos há somente 10 mil. Em comparação, podemos simplificar dizendo que os cachorros tiveram muito mais tempo para se tornarem ‘membros da casa’, e não uma visita com costumes diferentes”, brinca o veterinário.

 

Um dos motivos é o fato de que, apesar de dividirem o espaço conosco há milhares de anos, é patente essa característica “selvagem” desses animais, que ainda tem em sua pegada evolutiva o instinto de caça como possuem os leões ou tigres, notadamente as fêmeas dessas espécies. Não à toa, as fêmeas dos gatos domésticos são os animais mais prováveis de trazer um animal morto para dentro de casa, assim como fazem as leoas, responsáveis pela caça. Dessa forma, são elas que ensinam aos filhotes algumas regras básicas da sobrevivência no mundo selvagem.

 

“Esses animais sabem que os humanos com quem eles moram são sua família. Então é como se estivessem cuidando de nós, ou mostrando como caçar. É um impulso muito primário do que é ser um gato. Cada vez mais estudos mostram que a principal diferença entre gatos e seus primos de grande porteé o tamanho, e nada mais!Então não é coincidência que os comportamentos são parecidos”.

 

Mas então, como evitar que essas caças – pequenos mamíferos, insetos, entre outros e, graças a Deus, não antílopes – apareçam com frequência dentro de casa?

 

Um dos principais segredos é enriquecer o ambiente para que os pets se distraiam principalmente com brinquedos e acessórios. “O animal deve ter passatempos em um ambiente que seja instigante. Brinquedos que se movem, como ratinhos e bolinhas com guisos, casinhas e nichos em pontos mais altos dos cômodos e arranhadores são itens que valem a pena, para deixar sua casa mais ‘felina’. Outra dica bacana para se divertir com os seus gatos é utilizar apontadores luminosos no chão e nas paredes. Eles ficam malucos com o pontinho luminoso, tentando agarrá-lo, apenas tome cuidado para não apontar para o olho do animal”. Além de ser um estímulo físico e mental, esse tipo de atividade sacia o instinto caçador dos gatos, e também contribui para que eles se cansem, e fiquem mais tranquilos. Sem imprevistos ou oferendas estranhas dentro de casa.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.