Portal Melhores Amigos | Piscicultura: saiba mais sobre a criação legal de peixes
4571
single,single-post,postid-4571,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Piscicultura: saiba mais sobre a criação legal de peixes

25_Jun

02 jun Piscicultura: saiba mais sobre a criação legal de peixes

A piscicultura nada mais é que a criação de peixes em ambientes controlados. E um bom número deles, claro, acabam se tornando pets. Afinal, além de tornarem o ambiente mais belo, é sempre interessante observá-los se movimentando e se alimentando. Muitas pessoas até conversam com seus bichinhos aquáticos!

Mas não pense que é fácil criá-los. Nessa modalidade, tudo é monitorado para que as espécies vivam, comam e se reproduzam. Isso inclui o uso de ferramentas, substâncias específicas e acompanhamento periódico para estimular o crescimento saudável dos animais.

As espécies voltadas à piscicultura ornamental, por exemplo, são bastante variadas – e cada uma delas é como um universo à parte. É preciso zelar pela seleção de novos reprodutores, cuidar da qualidade da água para evitar doenças e parasitas, e ainda se atentar à alimentação dos peixes.

Graças ao extenso território litorâneo do país, o Brasil tem posição de destaque na piscicultura. No entanto, antes de se iniciar no ramo, é fundamental buscar orientação sobre as normas regulamentadoras da sua região. Só assim será possível criar os peixinhos de maneira sustentável e, eventualmente, passá-los adiante de forma legal!

Criador Legal

Mostrar quão importantes são as boas práticas na criação de animais de estimação – desde o nascimento ou resgate, até a chegada na casa das famílias – é um dos focos da Campanha Criador Legal, liderada pelas principais entidades voltadas aos pets no Brasil.

“Acreditamos que todos têm o direito de escolher o pet ideal para a sua família, seja através da adoção ou compra. Independente da escolha, o bem-estar animal é a prioridade”, afirma Martina Campos, diretora-executiva do Instituto Pet Brasil (IPB).

Além da atuação em ambiente digital e do conteúdo repleto de orientações para os profissionais da área, a campanha disponibiliza as ferramentas do PDI Pet , programa desenvolvido pelo IPB para aprimoramento de negócios do setor e para a maturação de boas práticas.

“Para receber o selo Criador Legal, é preciso ter o certificado PDI Pet. A solicitação não gera custo para o criador, além de ajudá-lo no diagnóstico do seu negócio”, explica Campos.

Os maus-tratos nascem na ilegalidade do mercado paralelo. Por isso, abrace essa ideia e diga sim à criação responsável!

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.