Portal Melhores Amigos | Pet exótico: monte o viveiro ideal para Ferrets
Saiba tudo o que um Ferret precisa para ser um pet feliz e saúdável.
1387
single,single-post,postid-1387,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Pet exótico: monte o viveiro ideal para Ferrets

ferret_furao_viveiro

23 mar Pet exótico: monte o viveiro ideal para Ferrets

Já populares no Brasil, os Ferrets são animais bastante inteligentes, curiosos, brincalhões e podem ser adestrados. Nós, inclusive, já falamos deles aqui no portal. Quem optar por ter um como melhor amigo, no entanto, deve ficar atento às brechas em casa, como portas, janelas, frestas, vasos sanitários e ralos. “Esses lugares precisam estar fechados e protegidos, pois a habilidade de fuga desses animais é impressionante”, comenta o médico veterinário Rodrigo Ferreira, da ExotiCare, especialista em Animais Silvestres.

O Ferret é um animal que se adapta muito bem a apartamentos, pois é silencioso, não demanda tanto espaço e não incomoda os vizinhos. Também não carece de companhia o tempo todo, vivendo bem sozinho. “O Ferret tem hábitos noturnos, então diariamente o dono deve soltá-lo na parte da noite, sempre sob supervisão, para que ele possa explorar e se exercitar, além de ter alguma interação”, explica Rodrigo.

O viveiro deve ser do maior tamanho possível, condizente com o espaço do proprietário. Como são animais noturnos, há muita atividade durante a madrugada, período em que as pessoas costumam estar dormindo. Por isso, seu espaço precisa ser grande o bastante para abrigar brinquedos e permitir que o animal se exercite sozinho.

De acordo com o veterinário, vê-se muitas vezes uma interação pacífica entre Ferrets e outros animais, como cães e gatos. “Ainda assim, devemos lembrar que, na natureza, eles são predadores de animais maiores, por isso não é indicado o contato com cães muito pequenos, como um Yorkshire, por exemplo, e filhotes em geral. A interação com outros Ferrets costuma ser harmoniosa”, diz.

Quanto ao xixi e cocô, a maioria desses animais, assim como os gatos, utiliza uma caixinha para fazer suas necessidades. Uma bandeja plástica com granulado de celulose ou areia de gato costuma ser o suficiente para servir de banheiro.

Ao lado disso, os cuidados básicos são semelhantes aos que temos com cães e gatos, aponta Ferreira. Tanto a ração quanto a água devem ser trocados diariamente. A limpeza do espaço onde o animal fica também deve ser feita com frequência. E uma vez ao ano, devemos nos preocupar com a vacinação contra cinomose.

“Em geral, os Ferrets são vendidos com alguns meses de vida, e quanto mais cedo houver o contato com a família, mais interativo o animal será com as pessoas da casa. Eles são bastante dóceis, mas por conta da facilidade e agilidade que esses animais têm para fugir, recomendamos que sejam manuseados por crianças acima de cinco anos”, explica.

Os Ferrets são encontrados em alguns pets shops maiores e lojas que vendem animais exóticos. Seu valor de aquisição e de manutenção costuma ser alto, então, pense bem nas finanças antes de optar por um bichinho desses. De resto, é só carinho e amizade!

 

 

Por: André Spera
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.