Portal Melhores Amigos | Peixes podem comer até explodir?
2238
single,single-post,postid-2238,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Peixes podem comer até explodir?

carpa-comendo

01 nov Peixes podem comer até explodir?

Todo mundo é o que come: nós, os doguinhos, os gatinhos, os elefantes (apesar das piadinhas com obesidade e vegetarianismo) e, claro, os peixes, estamos incluídos nessa máxima também.

O cuidado com a alimentação é essencial para o bem-estar de nossos pets aquáticos e, para nortear os futuros aquaristas neste quesito, vamos desmitificar e elucidar a questão crucial que permeia a dieta destes seres: é verdade que um peixe pode comer até explodir?

“Não. Os peixes comem apenas o suficiente para  suas necessidades orgânicas, vitais e nutritivas. Eles não são seres ‘gulosos’”, explica Marcus Marques da Silva, aquariólogo, escritor, professor e autor da revista Aquarista Junior, de São Bernardo do Campo (SP).

Apesar de ser pouco provável a implosão de membros de cardumes domésticos, é fundamental fornecer a quantia adequada de comida para seus fiéis nadadores para não arruinar seu precioso lar – o aquário – e suas vidas.

“O excesso de alimento não consumido pelos peixes ‘estraga’, ‘deteriora’ e prejudica a qualidade da água, prejudicando assim a estabilidade biológica da mesma, afetando a qualidade de vida dos peixes e do habitat do aquário”, alerta Marcus.

Para prover aquela dieta balanceada para os peixes, existem alguns princípios básicos a serem seguidos. Confira as dicas do aquariólogo abaixo:

– ofereça uma refeição ao dia (ou duas) com uma quantidade de alimento (rações) suficiente para que o consumo seja feito rapidamente, em até 5 minutos;

– varie os sabores das rações;

-nos momentos das refeições, fique atento ao aquário e perceba se os peixes estão comendo bem e se não existem alguns mais tímidos e que não estão tendo uma refeição satisfatória (neste caso espalhe bem a ração por toda a área da superfície da água).

Desta forma, você terá um aquário repleto de mascotinhos bem alimentados e com a “pança cheia” na medida certa.

Por Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.