Portal Melhores Amigos | O que se passa com pets que têm olhos de cores diferentes?
2263
single,single-post,postid-2263,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

O que se passa com pets que têm olhos de cores diferentes?

gato-heterocromia

16 nov O que se passa com pets que têm olhos de cores diferentes?

Quase sempre, a heterocromia é um quadro benigno em animais como cães, gatos e cavalos, nos quais é mais conhecida. Trata-se da pigmentação diferente em cada um dos olhos. Você já deve ter visto foto de cães, por exemplo, com um olho castanho e o outro azul. Podem surgir indivíduos também com mancha nos olhos, contudo, o assunto suscita várias outras mutações.

“É uma alteração genética que pode estar ligada, também, ao quimerismo (animal que tem duas ou mais populações de células geneticamente diversas com origem em células-ovos diferentes, criando assim colorações distintas em cada “metade” vertical do corpo) ou em coloração de cães como o merle (tom cinzento-azulado, mesclado com branco, bem popular, por exemplo, em Border Collies), explica o médico veterinário José Manuel Moriño da clínica PetPlace.

Entre os animais domésticos, a heterocromia propriamente dita é aceita e muitos procuram animais que apresentem este tipo de coloração, mas nem sempre é desejada, de acordo com o veterinário. Ele chama a atenção para o fato de que esta não é a única alteração que pode causar mudança na cor dos olhos e, via de regra, qualquer outro tipo de acontecimento que cause mudança nos olhos do pet deve ser acompanhado com cautela.

“É fundamental sempre visitar um oftalmologista veterinário para saber se o que se percebe é grave ou apenas uma alteração genética sem importância diagnóstica. Outras cores também podem exibir a heterocromia, como o arlequim (espécie de malhado). Em gatos, o assunto ainda não é bem definido, mas devemos sempre ficar atentos aos gatos brancos, pois estes podem ter problemas auditivos ligados à heterocromia, como a síndrome de Waardenburg, que provoca também alterações na coloração do pelo e da pele. Em alguns casos podemos ter alteração da coloração da íris por trauma ou até tumores”, explica.

Um exemplo clínico que sempre indica algo de errado é a anisocoria, alteração na dilatação das pupilas que pode, enganosamente, assemelhar-se a uma simples mudança de coloração. “Animais com essa alteração quase sempre estão doentes. Algumas vezes isso pode estar relacionado ao sistema nervoso, e outras, a alterações importantes dentro do globo ocular. Se esta alteração ocorrer deve-se sempre levar o paciente ao veterinário”.

Agora você já sabe o que causa a heterocromia!

cachorro-heterocromia

Por André Spera

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.