Portal Melhores Amigos | O que é e como tratar a obstrução urinária em gatos
2235
single,single-post,postid-2235,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

O que é e como tratar a obstrução urinária em gatos

gato-olhando

01 nov O que é e como tratar a obstrução urinária em gatos

No ranking dos problemas de saúde dos pets, os bichanos sempre acabam sendo citados como animais associados a distúrbios do sistema urinário, incluindo aí, a obstrução urinária.

Apesar de ser um problema tratável, é extremamente importante para a saúde e até para a sobrevivência do seu bichinho, que a obstrução urinária seja tratada o mais cedo possível, a fim de evitar danos mais graves ao organismo do felino.

O que é a obstrução urinária?

“Trata-se da interrupção do fluxo da urina, ou seja, o gato não consegue urinar e consequentemente, acarretará a parada da filtração renal. As principais causas que podem levar à obstrução urinária em gatos são: cálculos urinários, pólipos, tumores, ‘plugs uretrais’, cistites e a doença do trato urinário inferior dos felinos (DTUIF), hoje mais conhecida como Síndrome de Pandora”, esclarece Daniel Altwegg, médico veterinário do Hospital Veterinário PetCare, em São Paulo.

Dr. Daniel aponta que todas essas situações vão causar a obstrução da uretra, impedindo assim que o gato consiga urinar. “Apesar das fêmeas também apresentarem estas alterações, a obstrução urinária é mais comum nos machos, pois apresentam a uretra mais longa e estreita”, comenta.

Sintomas

Os principais sintomas que observamos nas causas acima citadas incluem:

– lambedura excessiva dos genitais;

– urinar pequenas quantidades várias vezes ao dia;

– urinar em locais incomuns;

– dor enquanto urina;

– presença de sangue na urina.

“Já nos casos de obstrução total, observamos diversas tentativas de urinar sem sucesso, o que muitas vezes é confundido com dificuldade em defecar. Nestes casos, o diagnóstico correto e precoce evita depressão, vômitos e, eventualmente coma, e morte”, alerta o médico veterinário.

Diagnóstico e tratamento

Segundo o Dr. Daniel, a obstrução urinária é uma emergência, de fácil diagnóstico e o tratamento imediato é essencial para a recuperação do paciente. “O diagnóstico é clínico e qualquer veterinário é capaz de realizá-lo através do histórico e do exame físico, no qual palpará uma bexiga urinária bem distendida, firme e na ausência de micção na sua compressão”, indica.

Tratamento

O tratamento adequado requer a hospitalização do paciente para que seja possível a desobstrução do canal uretral e a adequação do fluxo urinário. “Posteriormente, deve-se corrigir outras alterações causadas pela obstrução, tais como a desidratação, para evitar uma insuficiência renal, infecções concomitantes e outros problemas”, cita o médico veterinário.

De acordo com o Dr. Daniel, a melhor forma de prevenir a obstrução urinária é tratar corretamente a causa de base, uma vez que cada causa tem seu tratamento adequado. “Ou seja, assim que alguns dos sintomas acima citados são observados, é importante levar o animal ao veterinário para possibilitar o diagnóstico precoce e correto para, assim, determinar o melhor tratamento”, conclui.

Não precisamos nem dizer que, ao menor sinal de qualquer alteração com seu pet, o melhor a se fazer SEMPRE, é levar seu pet ao médico veterinário o mais rápido possível, né?

Por Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.