Portal Melhores Amigos | Limpe bem o local de sua ave e evite a Colibacilose
1910
single,single-post,postid-1910,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Limpe bem o local de sua ave e evite a Colibacilose

papagaio amarelo

09 ago Limpe bem o local de sua ave e evite a Colibacilose

Ninguém gosta de viver na sujeira, não é mesmo? Com os pets não é diferente. Seu lugarzinho deve estar sempre limpo, o que vai deixá-lo mais feliz e também prevenir várias doenças. Entre as aves, um dos casos mais emblemáticos é a Colibacilose. Ela é um grande problema para os produtores e donos de granjas, mas também pode atingir o canarinho que você cria em casa.

A Colibacilose é causada pela bactéria Escherichia coli e pode atacar vários órgãos, principalmente o oviduto, onde os ovos são formados, causando a morte do embrião. Por isso, trata-se de uma doença preocupante  quando atinge aves criadas para consumo. “Filhotes e animais imunossuprimidos são os mais atingidos e a recuperação deles é difícil”, explica Andreas Lobmaier, veterinário especializado em aves e proprietário da clínica Consultório de Aves, de São Paulo.

A Escherichia coli é normalmente encontrada nas fezes de animais, deste modo, a higiene é imprescindível para a prevenção. É fundamental manter a gaiola/viveiro do seu pássaro limpa, assim como os recipientes de comida e água, uma vez que muitas aves têm o hábito de defecar neles também. “Além disso, o tutor deve sempre lavar os alimentos com água fresca antes de oferecer ao animal”, explica Lobmaier.

A Colibacilose pode atingir os pulmões e sacos aéreos. Os principais sintomas da doença são diarreia amarelada e com mau cheiro, além de penas arrepiadas e sono em excesso. Mas a ave também pode ficar ofegante. Se o tutor observar algum destes sintomas, deve levar o bicho ao veterinário imediatamente. “O tratamento é feito por meio de antibióticos e suplementação com vitaminas e probióticos”, diz o veterinário.

Melhor evitar, certo? Então, xô preguiça e alô limpeza!

 

 

Por Caio Ramos

 

 

 

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.