Portal Melhores Amigos | Gripe em cães e gatos pode evoluir para pneumonia
4005
single,single-post,postid-4005,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Gripe em cães e gatos pode evoluir para pneumonia

Post_portalmelhoresamigos_6

04 fev Gripe em cães e gatos pode evoluir para pneumonia

A gripe em cães e gatos é uma doença que não é difícil de prevenir ou de tratar. Porém, se não houver detecção/tratamento no começo e se alguns cuidados não forem tomados, esse mal pode evoluir para uma pneumonia.

É o que alerta Rony de Almeida Rodrigues Leal, médico veterinário do Seres, centro veterinário do grupo Petz. Segundo ele, a dica principal é a prevenção. “A vacinação é a melhor proteção e pode ser subcutânea ou intranasal para os cães. A intranasal, que pinga uma gotinha no nariz do pet; e a injetável, aplicada embaixo da pele. Ambas têm a mesma eficácia e devem ser aplicadas todos os anos. Para os gatos, a imunização é feita junto com a vacina múltipla felina”, explica Leal.

A gripe canina, também chamada de tosse dos canis ou traqueobronquite infecciosa canina, é transmitida por meio de vírus pelo ar, secreções respiratórias, contato direito com o cão infectado e objetos contaminados. Não transmite para o ser humano e para outras espécies. Pode ser causada por vírus, por bactéria ou ainda pela combinação dos dois tipos de agentes. Nos gatos, a doença se chama rinotraqueíte felina e também é transmitida entre a espécie.

Para detectar a doença em seu bichinho, o principal sintoma é a tosse, associada ou não a secreção nasal com pus ou aguada (serosa). No caso de desconfiar da doença, leve o animal ao veterinário.

Tanto para os cães quanto para os gatos, o combate à doença é feito com antibióticos e tratamento da imunidade. Além disso, são feitos exames como hemograma e raio X de tórax. Pode ser realizada, também, inalação com soro fisiológico.

“Além da vacinação em dia e das visitas periódicas ao veterinário, é importante também ter alguns cuidados para manter a imunidade do pet em alta”, aconselha Leal. “No outono e no inverno, vale colocar umidificadores pela casa por causa do ar seco; evitar passeios em dias muito frios ou logo após o banho; colocar mais potes de água pelos ambientes para aumentar a oferta de hidratação; dar alimentos úmidos (como sachês específicos) e cobertores para o pet ficar sempre aquecido.”

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.