Portal Melhores Amigos | Filhotes modificam os humanos e humanos mudam a vida dos animais
2060
single,single-post,postid-2060,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Filhotes modificam os humanos e humanos mudam a vida dos animais

cachorro filhote

15 set Filhotes modificam os humanos e humanos mudam a vida dos animais

Você acreditaria se alguém dissesse que um cachorro pode mudar seu dia? E que você poderia mudar a vida de muitos animais apenas com um clique? Uma ação da Purina resolveu colocar à prova o poder dos filhotes de modificar o bem-estar dos humanos e, em troca, testar o poder de mobilização destes para mudar a vida dos animais. Realizado pela SoulPancake, o vídeo Power of Puppies (“O poder dos filhotes”, na tradução livre em português) mostra reações animadas de pessoas que receberam a visita inesperada de filhotes em meio a sua rotina.

Com a pergunta “Será que filhotes podem curar o tédio?”, o experimento levou a um jardim de infância, uma moradia de idosos e a uma academia, vários filhotes para interagir com crianças, adultos e idosos. A reação dos participantes foi surpreendente. Alguns disseram que não se sentiam mais cansados e outros que estavam muito felizes. A reação de quem assiste ao vídeo também não é diferente. Faça o teste. Seu computador será inundado de fofura extrema, daquelas que despertam um sorriso escondido no peito mesmo em dias cinzentos.

A psicóloga Tatiane Ichitani, que trabalha no Cão Terapeuta, conhece bem esse fenômeno e sabe a diferença que os bichinhos podem fazer na vida das pessoas, acalmando o estresse do dia a dia e, até mesmo, melhorando a saúde. A terapeuta trabalha com atividades assistidas por animais, que têm como característica serem ações lúdicas e esporádicas, assim como as do vídeo da Purina. Os resultados são semelhantes em relação ao entusiasmo dos participantes. “Em nossas atividades, vemos idosos que conseguem lembrar o nome dos animais, mesmo tendo problemas de memória, e crianças de creches, que nos dias próximos às visitas, ficam menos agitadas”, afirma Tatiane, destacando que este é só um dos modelos de atividades. Outros profissionais trabalham com terapia assistida por animais, um método alternativo de ajuda terapêutica, e também com educação assistida por animais, no qual o animal contribui com a prática pedagógica.

Tatiane destaca que, apesar do vídeo da Purina ser fofo, na prática profissional, filhotes não são usados em atividades terapêuticas. “Filhote não controla o xixi e o cocô, está trocando os dentes e pode morder, mesmo que de leve, a mão de alguém. Dentro de um hospital, isto pode ser um caos”, lembra. Apenas a partir de um ano e meio de idade é que os cães começam a ser treinados para serem terapeutas animais. E assim como os seres humanos, os cães precisam querer se tornar terapeutas. “Temos muitos animais terapeutas da raça Golden Retriever, que são considerados sociáveis, mas também muitos vira-latas. Aliás, já tivemos até Pit Bull terapeuta. Não há raça mais ou menos adequada para o trabalho. Tudo depende da personalidade do cachorro e do perfil do dono que quer se tornar voluntário.”

Os benefícios aos humanos em ter um cão terapeuta, seja ao vivo ou por um vídeo on-line, parecem claros. Mas, o que os bichinhos ganham com isso? A Purina escolheu uma forma inteligente de compensar nossos queridos amigos por todo esse carinho. Para cada visualização do vídeo no portal SoulPancake (entre 23 de março e 23 de abril de 2016) a marca de rações para filhotes Chow doou uma libra esterlina (até o montante de 500 mil libras) da recém-lançada Puppy Chow Natural. O beneficiário foi o Rescue Bank, um programa da ONG GreaterGood.org, que distribuiu rações doadas para mais de 1,5 mil organizações de bem-estar animal e comunidades prejudicadas por desastres, como enchentes, incêndios florestais e batidas policiais.

Assista você também e se emocione:

 

Por Regiane de Oliveira
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.