Portal Melhores Amigos | Estresse em cães: como evitar
347
single,single-post,postid-347,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Estresse em cães: como evitar

2403_destaque

29 jun Estresse em cães: como evitar

Trânsito, barulho de obras, pessoas gritando no meio da rua. São muitas as situações que levam você ao limite na agitada vida moderna. Agora, já parou pra pensar no quanto o seu cão pode estar estressado?

Segundo o adestrador José Carlos Napoleão, do Canil Zuffenhausen, três fatores são determinantes para evitar o estresse canino: “passear todos os dias (2x de 20 minutos), ter um espaço proporcional ao animal e permitir a visão da rua pelo portão”, comenta.

Fique atento aos sinais que ele pode demonstrar, tais como perda de apetite, inquietação, agressividade, latido e choro. Até mesmo as reações exageradas às campainhas podem ser um sinal de alerta.

“Outra coisa importante é a chegada de um novo cão. Dependendo da raça e da idade, essa inserção no ambiente deve ser feita aos poucos. Primeiro o dono apresenta-os, depois pode deixá-los dormir no mesmo espaço”, diz José Carlos.
Se você pretende viajar com a família, saiba que é fundamental programar a estadia do pet. “O ideal é deixar o cão em um hotel espaçoso algumas vezes antes da viagem, para que se acostume com o local e as pessoas”, afirma.

Seu animalzinho precisa gastar energia e aliviar o tédio. Coloque-o em uma rotina de exercícios moderados, alimente-o bem e mantenha a casa com um bom astral.
E lembre-se que o seu comportamento pode ser repetido por ele.

 

 

Por: Jr Balby
Nenhum Comentário

Postar um comentário